Segunda-feira, 15 de julho de 2024

FMI vê “progresso impressionante” em ajustes na economia da Argentina

A diretora do Departamento de Comunicações do Fundo Monetário Internacional (FMI), Julie Kozack, fez elogios ao que chamou de “progresso impressionante” no plano de estabilização adotado pelo governo do presidente Javier Milei na Argentina.

Na avaliação do FMI, a inflação tem caído mais rápido que o antecipado, mas será importante continuar a “melhorar a qualidade” do ajuste fiscal, disse ela, durante entrevista coletiva da entidade realizada na manhã desta quinta-feira (4).

Kozack disse que o país tem almejado uma forte âncora fiscal, que elimina qualquer financiamento do banco central para o governo, além de elevar reservas e combater distorções na economia.

Mas a porta-voz do FMI também salientou que será importante agora “continuar a melhorar a qualidade do ajuste fiscal“.

O FMI recomenda que o governo argentino melhore a assistência social e busque “proteger o valor real das pensões”, para “lançar as bases a um crescimento inclusivo”.

Além disso, o Fundo Monetário Internacional disse que a inflação da Argentina está caindo mais rapidamente do que o previsto e outros indicadores econômicos continuam a melhorar, com ambas as partes permanecendo engajadas no contexto do atual programa de 44 bilhões de dólares.

“A inflação está caindo mais rapidamente do que o previsto e os indicadores de mercado, como o gap (de câmbio) e os spreads soberanos, continuam a melhorar”, disse a porta-voz do FMI, Julie Kozack, em uma coletiva de imprensa programada.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Brasil e Colômbia lideraram redução do desmatamento em 2023, informa estudo
“Exerceremos todo poder militar para incorporação de Essequibo”, diz governo da Venezuela
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play