Segunda-feira, 24 de janeiro de 2022

loader

Fundo americano para preservação cultural viabilizará digitalização de arquivos do MARGS

O Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS) terá o seu acervo de arquivos digitalizados. Isso porque, o Consulado-Geral dos EUA em Porto Alegre vai destinar recursos do Fundo de Embaixadores para Preservação Cultural.

Ao todo, o MARGS receberá US$ 42 mil do Fundo para a digitalização dos documentos que permitirá maior facilidade de acesso às informações históricas a todos os interessados, principalmente estudantes e o público em geral. Além disso, o projeto também inclui o intercâmbio de funcionários do museu gaúcho e de museus americanos.

“Para os Estados Unidos, essa parceria consolida ainda mais nosso relacionamento com o Rio Grande do Sul e apoia os objetivos e valores da política do governo americano no Brasil, como a inclusão, permitindo que todos os brasileiros tenham acesso à extensa coleção de vídeos, fotografias, livros, periódicos e outras publicações relacionadas à produção das artes visuais no Rio Grande do Sul”, disse o Encarregado de Negócios da Missão dos EUA no Brasil, Douglas Koneff, ao anunciar a aprovação do Fundo durante visita ao MARGS ao lado do diretor-curador do museu, Francisco Dalcol.

O Fundo dos Embaixadores é administrado pelo Escritório de Assuntos Educacionais e Culturais do Departamento de Estado dos EUA. Os recursos são destinados a projetos para a preservação do patrimônio cultural em países menos desenvolvidos, incluindo edifícios históricos, sítios arqueológicos, objetos etnográficos, pinturas, manuscritos e línguas indígenas e outras formas de expressão cultural tradicional.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Acontece

7º Prêmio Sindilat de Jornalismo está com inscrições abertas
IMED renova Conselho de Administração
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play