Quinta-feira, 02 de dezembro de 2021

loader

Gloria Perez grava depoimento de mais de 20 horas para série sobre a morte da filha, Daniella

A famosa autora de novelas, Glória Perez (O Clone), gravou um depoimento de mais de 20 horas de duração para a docussérie sobre a sua filha, Daniella Perez (Barriga de Aluguel), assassinada, em 1992, aos 22 anos de idade.

Segundo informações da colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, a equipe dos bastidores da HBO Max chorou durante a fala dela e o ator Fábio Assunção (Onde Está Meu Coração), também deu o seu depoimento.

A produção – ainda sem um nome oficial e rodada no Rio de Janeiro (RJ) – terá cinco episódios, no total, contendo diversos testemunhos, como amigos, colegas, delegados, promotores e advogados de defesa sobre o crime que escandalizou o Brasil no século XX. A participação de Raul Gazolla (Malhação), então marido da filha de Glória à época, também foi confirmada ao longo dos episódios inéditos.

Inclusive, veja a lista dos famosos que vão participar: Cláudia Raia (Ti Ti Ti), Cláudia Mauro (O Rico e Lázaro), Cristiana Oliveira (Salve Jorge), Maurício Mattar (Mulher), Marieta Severo (Verdades Secretas), juntamente à Helena Buarque, sua filha, e Eri Johnson (Duas Caras). Por fim, Wolf Maya (Fina Estampa) já gravou a sua fala direto dos Estados Unidos da América (EUA).

Sob o comando de Tatiana Issa (Vai que Cola) – idealizadora e diretora do projeto –, a produção vai mostrar, sobretudo, a luta de Glória por justiça. A autora de novelas conseguiu um (1) milhão e trezentas (300) mil assinaturas em uma abaixo-assinado para mudar a lei e tornar, assim, os homicídios qualificados, hediondos, ou seja, inafiançáveis. À época do crime, Tatiana, que começou como atriz, era muito próxima de Daniella, ao mesmo tempo em que contracenava na novela Deus nos Acuda (1992-1993), de Sílvio de Abreu (Belíssima), com Gazolla.

Daniella Perez – atriz e bailarina – foi brutalmente assassinada a tesouradas, no dia 28 de dezembro de 1992 por Guilherme de Pádua (Mico Preto), ator que fazia par romântico com Daniela na novela De Corpo e Alma (1992-1993) – escrita por Glória –, da Rede Globo, com Fábio Assunção, também no elenco.

Paula Thomaz – na época, esposa do ator – foi cúmplice no crime, com Guilherme condenado a 19 anos de prisão, enquanto Paula a 18. O motivo do assassinato teria sido a redução do tempo de tela de Guilherme na novela, e, em 1999, ambos saíram da prisão. Atualmente, ele é pastor evangélico e ela, formada em Direito.

Em abril de 2016, Glória Perez e Raul Gazolla (Malhação), ex-marido de Daniella Perez, ganharam um processo por danos morais contra Guilherme e Paula. Os dois tiveram que ser indenizados em 500 salários mínimos, cada, em torno de R$ 480 mil reais, na época. Além disso, Guilherme e Paula deveriam arcar com as despesas do sepultamento e do funeral de Daniela, no valor de cinco salários mínimos, juntamente às custas processuais e aos honorários dos advogados.

Além de Tatiana, Guto Barra (Fora do Armário) também comanda a série documental, ao assinar, inclusive, o roteiro, que tem a estreia prevista para 2022, ano no qual o crime completará 30 anos.

A história – que teve uma grande comoção nacional – ainda não possui um nome oficial para o seriado documental.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Variedades

Brigitte Bardot é multada em cerca de 20 mil euros por insultos racistas
Bruna Marquezine se desculpa por fantasia de Halloween após crítica de Conselho de Enfermagem
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play