Terça-feira, 21 de maio de 2024

Governador gaúcho recebe brigadiano que sobreviveu a tiros desferidos por criminoso em Gravataí

O governador Eduardo Leite recebeu nessa segunda-feira (1º) no Palácio Piratini, o soldado da Brigada Militar (BM) Jaison Soares Casani, 31 anos e que sobreviveu a tentativa de homicídio ao abordar um criminoso em Gravataí (Região Metropolitana). Acompanhado da esposa, da filha de 7 anos e de colegas que atuaram na ocorrência, ele relembrou o episódio ocorrido na noite de 23 de março.

Imagens de uma câmera de segurança no local do incidente foram amplamente divulgadas por veículos de imprensa e nas redes sociais desde então. A cena mostra o brigadiano tentando interpelar um suspeito, que reage descarregando ao menos dez tiros, quatro dos quais atingem o colete balístico e a joelheira do soldado, evitando ferimentos graves.

Jaison relatou que, ao cair, conseguiu manter a calma e também efetuar disparos contra o atirador, que fugiu sem ser atingido. Logo depois, porém, o indivíduo voltou a entrar em confronto com policiais e, dessa vez, foi morto.

“Eu repetia a mim mesmo: ‘Estou vivo!’. Felizmente, somos muito bem treinados. Quando caí, já estava com a mão na arma e reagi atirando enquanto ele vinha na minha direção para me executar, mas acabou recuando. Sou muito grato por sobreviver”.

O policial foi rapidamente levado por colegas de batalhão a um hospital, onde teve constados apenas hematomas nos locais dos projéteis contidos pelo colete, além de um machucado no joelho.

Acompanhado do titular da Secretaria da Segurança Pública (SSP), Sandro Caron, e do comandante-geral da BM, coronel Claudio dos Santos Feoli, o governador enalteceu o trabalho realizado pela corporação e, no caso, pela equipe que atendeu a ocorrência?

“Tenho imenso orgulho de governar um Estado que tem corporação como a Brigada Militar, com homens e mulheres dedicados a proteger a sociedade. Estamos investindo muito na segurança pública e queremos criar condições para o devido reconhecimento a esses profissionais que colocam suas vidas em risco para nos defender. Investindo em efetivo, armas, equipamentos de proteção e viaturas, queremos continuar nesse caminho de valorização”.

Balanço de operações

O primeiro dia de abril também foi marcado, na BM, pela divulgação de um balanço de operações do trimestre inicial do ano. Ao todo, a corporação realizou 28.155 prisões, mais da metade (54%) em flagrante. Já as capturas de foragidos passaram de 2 mil.

As abordagens preventivas, por sua vez, incluíram 931 mil suspeitos e 611 mil veículos, dos quais 244,5 mil acabaram autuados e 9,3 mil recolhidos. Durante o período, também foram fiscalizados 53,2 mil estabelecimentos comerciais.

Em relação a apreensões, a estatística de janeiro a março abrange 2,86 mil armas e 28,05 mil itens de munição. Na lista também consta 1,6 tonelada de drogas (principalmente maconha, com mais de 1,3 tonelada).

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Ministério Público reforça o pedido de cassação de Sérgio Moro em julgamento no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná
Porto Alegre tem 400 novas vagas na rede municipal para alunos do ensino infantil
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play