Terça-feira, 18 de junho de 2024

Governo do Estado disponibiliza R$ 40 milhões em horas-máquina para municípios em situação de calamidade pública

Para ajudar na desobstrução e reconstrução de estradas e áreas rurais mais afetadas pelas chuvas, o governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação (Seapi), está destinando R$ 40 milhões em horas-máquinas para os 78 municípios em situação de calamidade pública. Cada cidade receberá R$ 500 mil em horas-máquinas para a utilização de equipamentos – como caminhões, escavadeiras, motoniveladoras e rolo compactador.

Os recursos auxiliam na limpeza de estradas vicinais; no desassoreamento de rios, arroios e riachos; e na reconstrução de cabeceiras de pontes. A liberação do recurso por meio da Seapi é possível porque o Estado possui contrato vigente para horas-máquinas, que acompanham operador e combustível. Além disso, o governo auxiliará as municipalidades com a elaboração do plano de trabalho.

“Esses recursos são extremamente necessários para a reestruturação dos municípios, principalmente para a liberação de acessos a zonas rurais. A Secretaria da Agricultura vai auxiliar com a documentação para dar mais celeridade ao processo”, afirmou o titular da Seapi, Giovani Feltes.

Os municípios que precisam, por exemplo, de um kit com um caminhão caçamba, uma escavadeira, uma motoniveladora, uma retroescavadeira e um rolo compactador conseguem manter as máquinas por 40 dias no município com o valor de R$ 500 mil. Já um kit com dois caminhões caçambas, uma retroescavadeira e uma motoniveladora atua por quase 56 dias no município com o mesmo valor. O kit de máquinas é montado de acordo com a necessidade de cada local.

Ações

O secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella, apresentou nessa quinta-feira (23) ações do governo para desobstruir, recuperar e reconstruir estradas e pontes destruídas na Região Central e na Quarta Colônia pelas enchentes de maio.

Costella, acompanhado do diretor-geral do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), Luciano Faustino, conduziu a reunião, realizada por videoconferência. O titular da pasta ressaltou a importância da troca de experiências com os gestores municipais sobre os prejuízos na região.

“Ouvir os prefeitos e vice-prefeitos é fundamental, pois são eles que estão perto do problema, recebendo as demandas de suas comunidades. Estamos solidários e trabalhando com união, pois sabemos que quem vive o problema no dia a dia é quem mora nesses locais”, destacou Costella.

Na reunião, o secretário relatou aos prefeitos que, até o momento, somente em estradas e pontes estaduais, o prejuízo é estimado em R$ 3 bilhões. Ressaltou, ainda, que as equipes da pasta trabalham para desobstruir e recuperar as estradas estaduais com segurança.

“Queremos devolver a trafegabilidade para os gaúchos, mas resguardar vidas e preservar a segurança de quem está atuando nesses trabalhos é nossa prioridade”, disse.

Os próximos encontros, ainda sem data definida, serão com prefeitos e vice-prefeitos das regiões do Vale do Caí, Vale do Sinos, Vale do Paranhana e Metropolitana.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Lagoa dos Patos tem novo alerta de alto risco de inundação
Rio Grande do Sul com mais chuva e frio nos próximos dias
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play