Quinta-feira, 25 de abril de 2024

Governo Lula nomeia 121 militares para integrar Gabinete de Segurança Institucional

O governo federal publicou no Diário Oficial da União desta segunda-feira (30) a nomeação de 122 militares para ocupar cargos na defesa presidencial. Desses, 121 integrarão o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) e um ocupará posição na Segurança Imediata do presidente.

Nas últimas semanas, o governo dispensou mais de 70 militares. Ao longo do mês, houve conversas sobre diminuir a influência militar nas áreas ligadas à Presidência.

Entre as possíveis medidas está a transferência da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), hoje sob a alçada do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), para a alçada da Casa Civil, comandada por Rui Costa.

O GSI, entre outras coisas, cuida da segurança do presidente, da família e dos prédios oficiais. Nesta segunda-feira (30), foram nomeados para compor o órgão: 9 supervisores; 28 assistentes; 23 secretários; e 60 especialistas.

Além desses, também foi nomeado um assistente para ficar no Escritório de Representação do GSI no Rio de Janeiro, e um assessor para integrar a Assessoria Especial da Secretaria Extraordinária de Segurança Imediata do Presidente da República do Gabinete Pessoal do Presidente da República.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Alemanha anuncia mais de 200 milhões de euros para ações ambientais no Brasil
Ministério da Educação divulga novos prazos de inscrição para Sisu, Prouni e Fies
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play