Quarta-feira, 22 de maio de 2024

Helicóptero de acidente que matou ex-presidente do Chile é retirado de lago

O helicóptero que era pilotado pelo ex-presidente Chile Sebastián Piñera, morto na queda da aeronave na semana passada, foi retirado do fundo do Lago Ranco, na região de Los Ríos, no Chile.

Conforme a imprensa local, uma empresa contratada pela família de Piñera fez o resgate com auxílio de três barcos e supervisão da Marinha. Em Santiago, o helicóptero será desmontado, um processo que pode levar até 72 horas, e cada uma das peças será analisada.

Nos próximos dias, o Ministério Público (MP) chileno deve entrar em contato por meio de carta com a empresa fabricante do helicóptero, com sede nos Estados Unidos, e com as organizações meteorológicas. A investigação deve levar meses, avisou o MP.

O ex-presidente era piloto experiente e voltava de um almoço na casa de um amigo, o empresário José Cox, quando sofreu o acidente de helicóptero na última terça-feira (6).

Ele teria aproximado a aeronave do lago para que sua irmã, Magdalena Piñera, seu amigo Ignacio Guerrero e seu filho, Bautista Guerrero, os demais passageiros da aeronave, pudessem pular na água. Os três sobreviveram, mas Piñera não teria conseguido tirar o cinto de segurança depois que o helicóptero caiu. Segundo a autopsia, a causa da morte foi “asfixia por submersão”.

Duas vezes presidente do Chile (2010-2014 e 2018-2022), Piñera era empresário e líder da direita chilena.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Ministério da Saúde e Anvisa reforçam alerta sobre uso de pomada capilar no Carnaval
Inter visita o São José de olho na liderança do Campeonato Gaúcho
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play