Quinta-feira, 02 de dezembro de 2021

loader

Histórico Grenal: O dia que o Inter encaminhou o segundo rebaixamento do Grêmio

O Grenal 434 deste sábado (06) apresenta-se como um dos mais decisivos da história recente do clássico. Enquanto o Grêmio chega muito pressionado por uma vitória para buscar a retomada e sair da zona do rebaixamento, o Inter trata a partida com muito foco para vencer seu maior rival e ‘virar a gangorra’ dos últimos anos.

Em 2004, algo parecido aconteceu. Ainda no estádio Olímpico, Grêmio e Inter se preparavam para o clássico de número 363. O tricolor gaúcho lutava na zona de rebaixamento mas amargava na penúltima colocação. Já no lado colorado, a sua participação naquele Campeonato Brasileiro não entusiasmava, e o time comandado pelo técnico Muricy Ramalho se encontrava em posição no meio da tabela.

O clássico daquele 23 de outubro contava com um sábado abafado e chuvoso. Cuca, treinador gremista, não poderia contar com o artilheiro do time na época, Cláudio Pitbull, além dos meias Léo Inácio e Felipe Melo. Por sua vez, os visitantes colorados não teriam o garoto Rafael Sóbis, que cumpria suspensão.

A partida iniciou tensa, com pouca qualidade técnica de ambos os times. Enquanto o Inter apostava em contra-atacar o fragilizado Grêmio, o tricolor gaúcho apostava mais em bolas paradas. O primeiro tempo terminou com o placar em branco, sem muitas emoções.

Com uma postura totalmente diferente no segundo tempo, o Inter veio para cima. A pressão foi tanta, que logo aos 11 minutos da etapa complementar o Inter abriu o placar com Diego, após o chute de Rodrigo Paulista bater na trave e sobrar para o jovem atacante colocar a bola no fundo das redes.

Aos 28 minutos, o colorado aumentava o placar com Fernandão, após cabecear a bola no cruzamento cobrado por Chiquinho. Os 3 a 0 vieram por Rodrigo Paulista, que mudou a cara do time colorado na segunda etapa. Já o Grêmio descontou no final com o garoto Anderson, que naquela tarde estreava profissionalmente.

O placar final acabou por 3 a 1. O Inter afundava ainda mais o Grêmio, que no final daquele campeonato terminaria na última colocação e estaria rebaixado pela segunda vez em sua história. Com a vitória no clássico, os colorados subiriam para a 13ª colocação. Era o início de anos gloriosos no lado vermelho do Estado.

Ficha técnica da partida:

GRÊMIO

Márcio; Baloy, Fábio Bilica e Claudiomiro; Luciano Martins (Luciano Santos), Cocito, Arílson (Yan), Emerson, Fábio Pinto (Anderson), Christian e Marcelinho.
Técnico: Cuca.

INTER

Clemer; Wilson, Sangaletti, Vinícius e Chiquinho (Galego); Cleiton Xavier (Rodrigo Paulista), Edinho, Gavilán (Bolívar) e Marabá; Diego e Fernandão.
Técnico: Muricy Ramalho.

Árbitro: Paulo César Oliveira.
Assistentes: Ana Paula Oliveira e Maria Eliza Barbosa.
Cartões amarelos: Luciano Martins e Cocito (Grêmio); Chiquinho (Inter).
Cartões vermelhos: Claudiomiro (Grêmio).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Inter

“Que as coisas se resolvam dentro de campo, respeitando o adversário.” diz presidente do Inter, Alessandro Barcellos
Com torcida única, clássico Gre-Nal acontece no Beira-Rio pelo Campeonato Brasileiro; acompanhe
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play