Segunda-feira, 15 de agosto de 2022

Inadimplência atinge mais de 5,5 milhões de micro e pequenas empresas do Brasil

A inadimplência das micro e pequenas empresas brasileiras mantém a alta constante desde o começo deste ano, chegando a 5.522.375 empreendimentos em maio. De acordo com os dados do Indicador de Inadimplência da Serasa Experian, o setor de Serviços foi o mais afetado, com parcela de 51,6%, seguido pelo segmento de Comércio, que representa 39,8% do total de inadimplentes.

Considerando todos os portes, o indicador revelou que 6.136.387 empresas estavam inadimplentes em maio deste ano. Nesse montante, o setor de Serviço também liderou, representando 52,7% do total. Em sequência estão os negócios do segmento de Comércio (38,1%), Indústria (7,9%) e setor Primário (0,9%).

Dentre os estados brasileiros, aqueles que possuem a maior parcela de empreendimentos com o nome no vermelho são: São Paulo (1.991.348), Minas Gerais (609.770), Rio de Janeiro (542.581), Paraná (390.234) e Rio Grande do Sul (325.770).

Dados da pesquisa do Sebrae, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, mostraram que entre abril e maio de 2022, a maioria dos pequenos negócios (59%) tem mais de um terço dos custos mensais comprometidos com dívidas e empréstimos.

Para o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, “o cenário de inadimplência do empreendedorismo ainda deve se estender enquanto a economia permanecer instável no País, já que essa situação afeta diretamente o poder de compra dos consumidores e, sendo assim, o fluxo de caixa das empresas”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Tiros são ouvidos durante parada de 4 de julho em Highland Park, nos Estados Unidos
Morre Cardeal Cláudio Hummes, franciscano que defendeu povos indígenas e influenciou escolha do nome do papa
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play