Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Indicador antecedente de emprego no Brasil atinge maior nível desde outubro de 2022

O Indicador Antecedente de Emprego do Brasil avançou em março pela quarta vez consecutiva, renovando uma máxima desde outubro de 2022, informou nesta quinta-feira (04) a FGV (Fundação Getulio Vargas).

O IAEmp, que antecipa os rumos do mercado de trabalho no Brasil, subiu 1,0 ponto em março, para 79,5 pontos, maior nível desde outubro de 2022 (79,8).

“Essa sequência de resultados positivos sugere um primeiro semestre favorável para o mercado de trabalho, mas o patamar ainda baixo do indicador e o ritmo de recuperação não deixam imaginar que essa retomada vai ser em ritmo mais forte do que já vem ocorrendo”, avaliou Rodolpho Tobler, economista da FGV Ibre.

“A continuidade desse cenário favorável no ambiente macroeconômico é fator chave para a evolução do indicador.” Entre os componentes de destaque do IAEmp em março estão os de Emprego Previsto da Indústria e de Tendência dos Negócios de Serviços que contribuíram com 0,6 e 0,7 ponto, respectivamente, para a leitura geral.

Dados recentes do IBGE mostraram que o Brasil registrou uma taxa de desemprego de 7,8% no trimestre até fevereiro, diante do aumento no número de pessoas em busca de trabalho.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Hamas diz que não há avanço em conversa com Israel, mesmo com “flexibilidade” do grupo
Mais de 2,4 milhões de estudantes brasileiros já estão cadastrados no programa Pé-de-Meia
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play