Quarta-feira, 22 de maio de 2024

JOSÉ DIRCEU

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu participou nesta terça-feira (2) de uma sessão especial do Senado para celebrar a democracia brasileira. A presença de Dirceu no ato marcou a volta do petista às dependências do Congresso Nacional após 19 anos.

De acordo com o ex-ministro, ele esteve pela última vez no Legislativo quando teve o seu mandato cassado pelo plenário da Câmara dos Deputados, em 2005, no meio do escândalo do mensalão.

Condenado pelo mensalão e em desdobramentos da Operação Lava-Jato, Dirceu tem voltado aos holofotes da política. Em março, durante um jantar em comemoração ao seu aniversário, ele reuniu diversas autoridades, entre as quais o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e o vice-presidente da República, Geraldo Alckmin.

Na ocasião, convidados mencionaram o nome do petista como possível candidato a uma vaga na Câmara dos Deputados em 2026. Publicamente, Dirceu tem desconversado.

A volta do ex-ministro às dependências do Congresso ocorreu a convite dos organizadores da sessão especial e do Conselho Editorial do Senado, responsável pela organização de um dos livros que foi lançado durante o evento.

Presidente da sessão, o líder do governo no Congresso, senador Randolfe Rodrigues (sem partido-AP), anunciou a presença do ex-ministro entre aplausos no plenário do Senado.

“Destaco e agradeço a presença, nesta mesa, deste companheiro, que agradeço a Deus a possibilidade de, na minha formação política, ter sido um dos formadores dos melhores momentos do Partido dos Trabalhadores. Meu querido José Dirceu de Oliveira e Silva, ex-deputado federal, militante político da resistência à ditadura entre os anos de 1960 e 1970. Zé, é uma honra para nós ter você conosco”, disse Randolfe.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Brasil passa a adotar esquema de dose única de vacinação contra o HPV
Porto Alegre registra 1.263 casos de dengue neste ano
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play