Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Justiça da Suíça anula condenação do técnico Cuca por estupro

O Tribunal de Berna-Mittelland, na Suíça, anulou a sentença que condenou o técnico de futebol Alexi Stival, Cuca, por suspeita de estuprar uma menor de idade durante uma excursão do Grêmio ao país europeu em 1987.

A decisão foi tomada após a Justiça receber um pedido de novo julgamento, solicitado pela defesa do treinador em maio do ano passado. Com isso, o caso foi reaberto e anulado em função de irregularidades identificadas no processo. Além da decisão pela anulação e pela prescrição, a juíza responsável ainda determinou uma indenização a Cuca em 13 mil francos suíços (em torno de R$ 75 mil).

A Justiça considerou que Cuca foi julgado à revelia, ou seja, não estava presente, e sem representação legal. Conforme o documento, isso é uma violação do artigo 6 da Convenção para a Proteção dos Direitos Humanos e das Liberdades Fundamentais.

“Qualquer pessoa acusada de um delito criminal tem o direito fundamental de ser defendida por um advogado. Essa é a base de um julgamento justo. Uma pessoa acusada de um delito criminal não perde esse direito simplesmente por não estar presente no julgamento”, afirma a decisão.

De acordo com o processo, documentos fundamentais não foram traduzidos e explicados ao atleta, que só falava português. Da mesma forma, o advogado que o representava na época também não falava a língua.

Relembre o caso
O caso teve início em 1987, quando o Grêmio fazia excursão pela Europa. Cuca e outros três atletas foram detidos com a alegação de terem tido relações sexuais com uma garota, de 13 anos, sem consentimento.

Segundo a investigação da polícia local, a jovem foi com amigos ao quarto dos jogadores do Grêmio. Os atletas, então, a puxaram para dentro e a abusaram. Os quatro ficaram cerca de um mês presos antes de voltarem ao Brasil. O julgamento aconteceu só dois anos depois.

Cuca, Eduardo e Henrique foram condenados a 15 meses de prisão por atentado ao pudor com uso de violência. Fernando foi absolvido da acusação de atentado ao pudor e condenado por estar envolvido no ato de violência. Como o Brasil não extradita seus cidadãos, eles nunca cumpriram a pena.

Cuca sempre negou que tenha cometido o estupro.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

FGTS: veja o calendário do saque-aniversário para 2024
Grêmio começa disputa da Copa São Paulo com goleada de 6 a 0 sobre o Serra Branca
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play