Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Justiça determina retorno de Ronnie Lessa ao sistema prisional do Rio de Janeiro

A Justiça Federal de Mato Grosso do Sul determinou que o ex-Policial Militar Ronnie Lessa seja retirado da penitenciária federal do Estado e volte ao Rio de Janeiro em até 30 dias.

Ronnie Lessa é acusado de matar a vereadora do Rio Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes, em 2018, e recentemente teve sua deleção premiada homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Lessa é acusado de atirar em Marielle e Anderson e está preso desde 2019.

O prazo de permanência na unidade de Campo Grande terminou em 21 de março.

Seu acordo de delação que foi base das investigações que resultaram na prisão dos irmãos Domingos e Chiquinho Brazão e do delegado Rivaldo Barbosa, suspeitos de serem os mandantes do crime.

Conforme a decisão do corregedor do presídio federal de Campo Grande, o “juízo de Direito da 4ª Vara Criminal da Comarca da Capital – Rio de Janeiro/RJ não encaminhou a decisão de renovação de permanência no sistema penitenciário federal.”

Lessa saiu do Rio de Janeiro em março de 2019.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Boate Kiss: chega ao Supremo recurso contra anulação de condenações
Maioria dos brasileiros considera que a licença-paternidade deveria ser maior, aponta pesquisa
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play