Terça-feira, 21 de maio de 2024

Justiça homologa e declara encerrada recuperação judicial da Ulbra

O juiz Alexandre Kosby Boeira, da Vara Regional Empresarial da Comarca de Novo Hamburgo, homologou o Plano Modificativo de Recuperação Judicial da Aelbra, mantenedora da Ulbra, e declarou encerrada a recuperação judicial da instituição, iniciada em 2019. O plano modificativo havia sido aprovado pela ampla maioria dos credores no final do ano passado.

“Essa decisão judicial vem confirmar e coroar todo o nosso trabalho e empenho nesses dois anos à frente da instituição para salvarmos a Ulbra, que é um verdadeiro patrimônio da sociedade, não apenas gaúcha, mas também brasileira”, diz o presidente da Aelbra, Carlos Melke.

“Sempre afirmei que a Ulbra sairia mais potente da recuperação judicial do que entrou, e hoje isso é uma realidade. Fortalecemos a área de gestão com a criação das superintendências, melhoramos a infraestrutura de nossas unidades, reconquistamos a autonomia universitária, obtivemos a nota máxima na avaliação do MEC e estamos entre as 20 melhores universidades privadas do país, o que confirma a excelência do nosso ensino.”

A última modificação no plano foi feita no final de 2023 e aprovada em dezembro pelos credores. Entre as mudanças estão a retirada da venda do curso de Medicina e a entrada de um banco como sócio. Com isso, o curso de Medicina da Ulbra em Canoas, que existe há quase 30 anos, permanecerá com a Aelbra.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Lula e presidente da Câmara dos Deputados conversam após clima de tensão entre Poderes
Tribunal de Contas da União cobra Ministério da Igualdade Racial por gastos com viagens
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play