Quarta-feira, 22 de maio de 2024

Lula e presidente da Câmara dos Deputados conversam após clima de tensão entre Poderes

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), se reuniram a sós, na manhã desta sexta-feira (9), no Palácio da Alvorada, em Brasília. O encontro ocorreu por conta de uma animosidade do presidente da Câmara com integrantes do governo federal, o que poderia impactar o andamento da agenda de interesse do governo no Congresso.

Conforme aliados de Lira, o deputado deixou a reunião satisfeito, classificando o encontro como positivo e dizendo que, a partir de agora, o jogo “estava zerado”, com a promessa de poder contar mais com a interlocução do ministro da Casa Civil, Rui Costa, e de ter um canal mais direto com Lula.

Após o encontro, o ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, disse a jornalistas que a reunião entre os chefes de poderes surtiu efeito.

“O presidente Lula nos relatou que a reunião foi muito positiva”, disse o ministro, que não participou do encontro. Padilha é tido como principal alvo das queixas de Lira por conta de acordos políticos que não estariam sendo cumpridos.

Em discurso na abertura do ano legislativo, esta semana, Arthur Lira afirmou que não ficará inerte este ano em razão das eleições municipais e supostas disputas políticas entre os poderes. Lira cobrou ainda que o governo cumpra acordos firmados com os deputados federais como contrapartida à aprovação de pautas consideradas prioritárias. O discurso foi lido como recado crítico sobre a relação política com o Poder Executivo.

Lira levou dois pontos para a conversa: problemas de relacionamento e um histórico de entregas que a Câmara fez ao governo Lula até este momento.

Entre as queixas de Lira estavam também falta de cumprimento de acordos, como o pagamento de emendas e os vetos presidenciais a projetos que tiveram longo debate no parlamento, como ao arcabouço fiscal, às leis de Garantias, apostas esportivas e ao projeto do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). Segundo interlocutores, Lira disse a Lula que “há um ano” afirma que “o governo não está cumprindo acordos”.

Apesar disso, Padilha demonstrou otimismo após a conversa entre Lula e Lira. “Teremos um ambiente positivo tanto no Senado quanto na Câmara”, assegurou.

Segundo ele, a pauta prioritária do governo no Congresso é a regulamentação da reforma tributária e o equilíbrio das contas públicas. Além disso, Padilha disse que temas como ampliação de crédito para micro e pequenas empresas, investimento em logística, transição ecológica e a mudança no Novo Ensino Médio também serão destaques.

O ministro da articulação política do governo federal evitou comentar sobre sua relação com Lira e reafirmou o papel de diálogo institucional que os poderes devem ter.

“A questão central é o governo tem diálogo, o governo nunca rompeu qualquer diálogo e nunca romperá”, disse.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Padre alvo de operação da Polícia Federal pede Pix para comprar equipamentos apreendidos
Justiça homologa e declara encerrada recuperação judicial da Ulbra
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play