Quarta-feira, 01 de dezembro de 2021

Mais de 1 milhão de porto-alegrenses já estão com esquema vacinal completo

Porto Alegre ultrapassou nesta sexta-feira (5) a marca de 1 milhão de pessoas com esquema de imunização completo contra o coronavírus. Esse contingente equivalente a quase 83% da população com idade a partir de 12 anos. Os dados constam na plataforma de monitoramento “Vacinômetro” da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

São mais de 957.031 pessoas que já receberam as duas injeções (Coronavac, Oxford ou Pfizer), juntamente com 43.823 contemplados pelo fármaco de dose única (Janssen). No que se refere à primeira dose, o índice de cobertura chega a 98,6%. A estatística pode ser conferida de forma atualizada no site oficial portoalegre.rs.gov.br.

“A vacina sempre foi nossa prioridade, porque salva vidas e empregos”, ressaltou o prefeito Sebastião Melo, ao comentar a abrangência da campanha, iniciada de forma simultânea em todo o País no dia 19 de janeiro deste ano. “Essa marca é um símbolo de retomada e esperança.”

O titular da SMS, Mauro Sparta, segue praticamente na mesma linha: “Os efeitos da vacinação são visíveis na melhora dos índices relativos à pandemia. Aos poucos, a vida vai retornando à sua normalidade”.

Reflexo na ocupação de UTIs

Em outubro, a capital gaúcha atingiu o seu menor índice de internações por covid em leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) desde o início da pandemia, em março de 2020. De acordo com a prefeitura, a média diária de ocupação de vagas da modalidade caiu 86,25% em outubro na comparação com o início de abril, pico da pandemia.

A média móvel semanal da época apresentou no dia 3 daquele mês o seu nível mais expressivo, com 880 pacientes  da doença em atendimento nesse tipo de estrutura hospitalar. Deixando de lado a média, o dia com maior contingente de internados foi 27 de março, quando 903 indivíduos permaneciam em estado grave por causa do coronavírus.

Após esse pico, os números passaram a cair, atingindo média móvel de 121 internações no dia 23 de outubro. A Secretaria Municipal da Saúde ainda não divulgou dados mais recentes, pois ainda estão sujeitos a revisão – um novo levantamento estatístico deve ser publicado em breve.

“No momento mais crítico da pandemia, montamos uma força-tarefa em parceria com os hospitais e conseguimos abrir 248 leitos de UTI e 705 leitos clínicos para suportar a alta demanda de internações”, relembra o secretário Mauro Sparta. “Felizmente, foi possível direcionar esses leitos para o tratamento de outras doenças. Hoje temos 118 pessoas em terapia intensiva, quase oito vezes menos do que em março.”

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de coronavírus

Governo reduz tarifas de importação em 10% para tentar conter inflação
Acusada de vender sentenças, desembargadora do Amazonas é aposentada recebendo 35 mil reais de vencimento por mês
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play