Domingo, 25 de fevereiro de 2024

Ministério da Justiça autoriza a atuação da Força Nacional de Segurança em terra indígena no RS

O emprego da Força Nacional de Segurança Pública em apoio à PF (Polícia Federal) na Terra Indígena Guarita, no Noroeste do Rio Grande do Sul, foi autorizado nesta segunda-feira (15) pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Segundo portaria publicada no Diário Oficial da União, que já está em vigor, os agentes atuarão “nas atividades e nos serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, em caráter episódico e planejado, por noventa dias”.

O número de militares a ser disponibilizado obedecerá ao planejamento definido pela Secretaria Nacional de Segurança Pública, do Ministério da Justiça.

A Terra Indígena Guarita abriga cerca de 7 mil caingangues, ocupando parte dos municípios de Tenente Portela, Redentora e Erval Seco. A região tem sido palco de violentos conflitos entre grupos rivais, motivados pela disputa de poder na terra indígena.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Mercado financeiro volta a reduzir a estimativa de inflação para este ano no País
Prefeitura de Porto Alegre pede apoio da bancada gaúcha para a conclusão da segunda ponte do Guaíba
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play