Sábado, 02 de março de 2024

Neymar deixa o campo após sofrer lesão mas PSG vence partida do Campeonato Francês com gol de Messi nos descontos

Com seu cargo a perigo no Paris Saint-Germain, o técnico Christophe Galtier ganhou sobrevida com a vitória de seu time por 4 a 3 sobre o Lille no Campeonato Francês, em casa, neste domingo (19). A equipe anfitriã chegou a abrir 2 a 0, sofreu uma virada mas conseguiu empatar com Mbappé e superar o adversário com um gol do argentino Messi aos 51 minutos do segundo tempo. Já Neymar deixou o campo mais cedo, chorando por causa de nova lesão no tornozelo direito.

A vantagem na liderança do torneio subiu para oito pontos sobre o Olympique (57 a 49), que venceu o Toulouse por 3 a 2, neste domingo, antes do confronto direto da próxima rodada, em Marselha.

Vindo de três derrotas seguidas (2 a 1 para o Olympique na Copa da França), (3 a 1 para o Monaco, no Francês) e (1 a 0 para o Bayern na Liga dos Campeões), o ameaçado técnico Christophe Galtier apostou na escalação do trio de estrelas Neymar, Messi e Mbappé desde o começo para “salvar” sua cabeça.

Resumo

A bola nem bem rolou no Parque dos Príncipes e Donnarumma já salvou o PSG, em defesa com os pés com somente 45 segundos. Em um recuo errado de Kimpembe, Jonathan Bamba quase abre o placar. O goleiro italiano fez milagre – ainda salvaria em nova finalização cara a cara do atacante do Lille.

O início sofrido ganhou ar de alívio pela qualidade das estrelas. Após Messi parar no goleiro, Mbappé pedalou para cima de dois defensores, mandou entre as pernas de Djalo e abriu o placar aos 11 minutos. Logo depois foi a vez de Neymar tabelar com Vitinha e ampliar. Abrir 2 a 0 com 17 minutos era tudo o que Galtier sonhava.

Mas a defesa da equipe de Paris, sem o brasileiro Marquinhos, ausente por causa de dores musculares, não estava em dia iluminado. Para piorar, o lateral Nuno Mendes ainda saiu machucado. E o Lille voltou para o jogo com gol de cabeça de Diakité, livre na área, aos 24. Os visitantes cresceram e chegavam com perigo a todo instante, fazendo por merecer o empate antes do intervalo, o que não ocorreu.

Logo no começo do segundo tempo, no círculo central, Neymar levou uma pancada de Benjamin André por trás, na panturrilha, e caiu, gritando de dor após torcer o tornozelo direito. Após longo atendimento, não conseguiu fincar o pé no chão, mesmo amparado por Mbappé e os médicos. Saiu de campo na maca, com mãos no rosto e lamentando muito mais uma lesão. Etikike entrou em sua vaga.

O PSG perdeu o brasileiro e a vantagem no placar. O empate que já era merecido para o Lille no primeiro tempo veio aos 13 da segunda etapa em pênalti bastante questionável em leve puxão de Verratti na área. O VAR não revisou o lance, respeitando a decisão do árbitro, e Jônatas David bateu com categoria para fazer 2 a 2. O resultado que já era péssimo ficou ainda pior após lançamento longo encontrar Bamba, livre. O atacante bateu forte, desta vez superando Donnarumma.

O PSG tinha somente 20 minutos para reagir e evitar nova frustração em casa – vinha de 1 a 0 para o Bayern de Munique. Mbappé empatou no fim, mas o resultado ainda era ruim. Uma falta aos 51 minutos, porém, acabou custando caro aos visitantes. Messi ajeitou com carinho e bateu com categoria, para alívio da torcida e de Galtier em Paris.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Ex-jogador Robinho poderá cumprir pena em presídio federal brasileiro assim que a Justiça italiana homologar a sentença por estupro
Brasil conquista cinco medalhas no Grande Slam de judô em Israel
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play