Quarta-feira, 22 de maio de 2024

Neymar desabafa sobre “inferno” vivido no PSG com Messi e deixa torcedor do Santos animado; entenda

Neymar decidiu falar. Em entrevista gravada para o programa Esporte Espetacular, da TV Globo, o astro brasileiro não se escondeu dos mais diversos assuntos. Na conversa, realizada antes de sua ida para o Al-Hilal, da Arábia Saudita, o jogador avaliou seu período no PSG com Messi, expectativa sobre o futuro da Seleção Brasileira e garantiu que voltará a atuar com a camisa do Santos.

Depois de uma vitoriosa passagem pelo Barcelona, quando formou um trio impactante no futebol mundial ao lado de Messi e Suárez, Neymar conseguiu reeditar a dupla com o astro argentino no PSG. A chegada do camisa 10 da Argentina em Paris foi cercada de expectativa e, após duas temporadas, a realidade foi longe do esperado. Apesar de Lionel Messi ter conquistado a Copa do Mundo com seu país em 2022, a relação com o clube e, principalmente, a torcida da equipe não foi boa. Ao avaliar sua parceria com o argentino na capital francesa, Neymar não escondeu que a realidade era ruim.

“Eu fiquei muito feliz pelo ano que ele fez, mas, ao mesmo tempo, muito triste, porque ele viveu os dois lados da moeda, foi ao céu com a seleção da Argentina, ganhou tudo nos últimos anos, e com o PSG viveu um inferno, nós vivemos um inferno, tanto ele quanto eu. A gente fica chateado, porque não estamos ali à toa, mas para dar nosso melhor, ser campeão, tentar fazer história, por isso a gente voltou a jogar junto, a gente se uniu ali para que pudesse fazer história. Infelizmente, não conseguimos”, disse o brasileiro.

“Messi saiu de uma forma que, pelo futebol, não merecia isso. Por tudo o que ele é, tudo o que ele faz, quem conhece, sabe: é um cara que treina, que luta, fica bravo se perde, e foi cobrado de uma maneira injusta no meu modo de ver. Ao mesmo tempo, fiquei muito contente por ele ter ganho a Copa do Mundo. Como você falou, o futebol foi justo dessa vez, já que a seleção brasileira saiu, o Messi merecia terminar a sua carreira assim”, se posicionou Neymar.

Seleção

Neymar é visto como grande astro da seleção brasileira desde sua primeira convocação, ainda em 2010. Depois de três ciclos de Copa do Mundo, o camisa 10 pode estar começando sua última chance de conquistar o sexto Mundial do Brasil na história. O craque brasileiro não esconde que a conquista em 2026 continua sendo um sonho, mas faz uma comparação para demonstrar que vencer um mundial com a seleção não é parâmetro de qualidade de um jogador.

“Eu espero [fazer o mesmo]. Obviamente, um dia eu quero conquistar meu maior sonho, que é a Copa do Mundo, isso é óbvio, mas às vezes não acontece. A gente tem um cara no Brasil que é um ídolo máximo, um dos maiores nomes da história do país que é o Zico, e ele não tem uma Copa do Mundo. Isso não justifica a qualidade e o dom que teve, isso cabe da mesma forma comigo.”

Santos

A relação de Neymar com o Santos já passou por diversos altos e baixos. Cria da base santista, o jogador subiu para o time profissional em 2009, então com 17 anos, e fez parte de um time marcanda da equipe entre os anos de 2010 e 2011, quando a equipe ganhou quase tudo que disputou. Depois de sua saída, já em 2013, foram inúmeros os episódios de conflito com a direção do clube e a distância entre as partes ficou evidente.

“E voltar para o Santos obviamente sim, tenho essa vontade de jogar no Santos de novo. Sei que falando isso agora coloca uma pressão muito grande (risos), mas eu tenho vontade, já escrevi ali quando estava indo embora: eu vou, mas eu volto. Tenho vontade de jogar no Santos novamente, não sei quando, mas pode ter certeza que eu vou voltar”, finalizou o craque brasileiro.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Lula aprova parecer que fixa pena de demissão para casos de assédio sexual no serviço público federal
Fórmula 1: após ter relógio de mais de R$ 2 milhões roubado; piloto da Ferrari corre atrás dos assaltantes e consegue recuperar pertence
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play