Quarta-feira, 22 de maio de 2024

No surfe, Lucas Chumbo é campeão do “Gigantes de Nazaré” e pode bater recorde mundial

O desafio do Gigantes de Nazaré deste ano extrapolou todos os limites de um mar gigante. Tiveram resgates, caldos assustadores e, possivelmente, a maior onda já surfada na história. Lucas Chumbo foi o campeão em duas categorias: maior onda surfada e melhor performance. Michelle Des Bouillons surfou um paredão de 22,05 metros e levou o prêmio de maior onda feminina.

Lucas Chumbo, mais uma vez, mostrou que está em um nível acima dos demais surfistas de ondas gigantes ao redor do mundo. É notável para os juízes a facilidade que o brasileiro tem de dominar condições assustadoras. Ao lado de Lucas Fink, único surfista de skimboard em Nazaré, o Chumbinho surfou uma onda de 27,01 metros, a maior do campeonato. Essa onda superou a de Sebastian Steudtner, atual recordista mundial. Mas essa medida ainda não é oficial para validação de um recorde. A oficial é feita pela WSL e pelo Guinness.

Além da maior onda surfada, Chumbo levou o prêmio de melhor performance do desafio. O brasileiro surfou os paredões de Nazaré com maestria. Abusou das manobras e completou ondas em grandes velocidades.

Quatro mulheres participaram do Gigantes de Nazaré deste ano: Michelle des Bouillons, Alessandra Marinelli, Joana Andrade e Michaella Fregonese. A briga pela maior onda do desafio ficou entre Alessandra Marinelli – surfista amadora que se aventurou nas ondas gigantes – e Michelle des Bouillons – atual campeã do Gigantes. No fim das contas, Michelle superou a adversária ao surfar um paredão de 22,05 metros.

Recorde

Depois do desafio, Lucas Chumbo e o alemão Sebastian Steudtner entraram na água para tentar surfar a maior onda da história. O mar estava realmente gigante, um dos maiores já vistos. Com a ajuda da equipe brasileira, Chumbo desceu uma onda que pode ter ultrapassado o recorde mundial do próprio alemão.

Sebastian não vendeu tão barato, ele também surfou uma “bomba”. Pela medição que o Gigantes de Nazaré usou, a do brasileiro foi maior. A onda foi avaliada com 27,51 metros, mais de um metro maior que a do atual recorde mundial (26,21 m).

Como a medição oficial da WSL e Guinness ainda deve demorar para sair, Lucas Chumbo ainda não pode garantir que surfou a maior onda da história, mas as expectativas são altas.

“A gente já vai pra água com essa expectativa que é de tentar bater esse recorde, de alcançar uma onda com tamanho gigante assim pra bater esse recorde aí que está nas mãos do Sebastian, porém eu estou pronto”, disse Lucas Chumbo.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Contribuintes que devem até R$ 50 milhões à Receita Federal poderão participar a partir desta segunda de uma nova fase do Programa Litígio Zero.
Na etapa turca da Copa do Mundo de ginástica, Rebeca Andrade leva medalha de prata nas barras assimétricas
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play