Domingo, 19 de maio de 2024

Na etapa turca da Copa do Mundo de ginástica, Rebeca Andrade leva medalha de prata nas barras assimétricas

Maior nome da ginástica brasileira, Rebeca Andrade conquistou, nesse domingo (31), a medalha de prata na etapa da Turquia da Copa do Mundo da modalidade. Nas barras assimétricas, conseguiu a nota 14,037, ficando atrás somente da francesa Melanie Jesus, que conseguiu 14,567. Na trave, Flavia Saraiva conquistou a medalha de prata com a nota 14,000.

A brasileira disputou, na Copa do Mundo, apenas as barras assimétricas, se poupando nos outros três aparelhos: salto, solo e trave. Lembrando que, no Campeonato Mundial do ano passado, ela foi campeã no salto, prata no solo e bronze na trave. Ela ainda foi prata no individual geral e ajudou o Brasil a ser vice-campeão por equipes. Nas Olimpíadas, portanto, Rebeca chegará com chance de medalhas em todos os aparelhos.

Na apresentação das barras, Rebeca fez uma jogada muito inteligente. Ao perceber que poderia sofrer a queda em uma das acrobacias, ela mudou os exercícios dela, se salvou de cair do aparelho, e, mesmo com outros elementos, conseguiu terminar a apresentação com uma nota boa.

Na trave, Flavia Saraiva conseguiu a nota 14,000 para ficar com a prata. O título ficou com a chinesa Xinyi Sun, com 14,267.

A competição na Turquia faz parte da preparação para as Olimpíadas de Paris, em que o Brasil está com a equipe classificada no feminino, ou seja, poderá levar cinco atletas. No masculino, só Diogo Soares está classificado até o momento. Uma segunda vaga já está garantida, e o país pode levar um terceiro atleta dependendo do ranking mundial, que será fechado em abril.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

No surfe, Lucas Chumbo é campeão do “Gigantes de Nazaré” e pode bater recorde mundial
Estrangeiro domina aquisições de empresas no País; cenário global mais conturbado atraiu o capital externo
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play