Quarta-feira, 01 de dezembro de 2021

loader

Nova York anuncia realização da tradicional festa de Ano Novo, mas só para vacinados

A cidade de Nova York vai fazer uma festa de réveillon neste ano, mas só as pessoas totalmente vacinadas poderão ir ao local onde o evento vai acontecer, a praça de Times Square, disse nesta terça-feira (16) o prefeito Bill de Blasio.

Pessoas que não podem ser vacinadas devido a alguma condição médica podem apresentar um teste de covid-19 negativo feito nas 72 horas anteriores e devem usar máscara. Crianças muito novas para serem vacinadas podem comparecer se acompanhadas por um responsável vacinado.

Segundo a prefeitura, as regras foram anunciadas no meio de novembro para que as pessoas tenham tempo para se adaptar.

Atividades ao ar livre estão liberadas para pessoas não vacinadas na cidade. O prefeito disse que um evento como a festa de Ano Novo, que reúne muita gente em um só lugar e atrai pessoas do mundo todo, requer mais atenção.

Tirando as restrições ligadas à imunização, não haverá outras medidas para conter o número da multidão em 31 de dezembro, segundo o prefeito. Mais detalhes da operação devem ser divulgados nos próximos dias.

Milhares de pessoas, incluindo muitas que viajam a Nova York só para o evento, se juntam anualmente na Times Square para assistir apresentações musicais e esperar o relógio chegar ao zero na cerimônia de queda da bola de cristal. Em tempos normais, o evento atrai cerca de 1 milhão de pessoas, enquanto mais de 1 bilhão de pessoas assistem pela televisão.

Outras cidades

Outras grandes cidades onde há tradicionais festas de Ano Novo houve mudanças nos eventos.

Em Londres (Reino Unido) não haverá queima de fogos de artifício. Em Amsterdã (Holanda) a festa de réveillon foi cancelada.

A cidade de Munique (Alemanha) também cancelou eventos de fim de ano.

No Brasil

Em julho, o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), afirmou que a prefeitura deve liberar a realização da festa de réveillon e do Carnaval 2022 na cidade.

A prefeitura do Rio de Janeiro tem planos para fazer a festa em 13 palcos espalhados pela cidade. No entanto, a prefeitura afirmou que as comemorações do réveillon estão condicionadas ao cenário epidemiológico da pandemia na cidade.

Em Salvador (Bahia), a festa corre o risco de não acontecer pelo segundo ano consecutivo: o prefeito Bruno Reis falou que o município encontra dificuldade para conseguir contratos com patrocinadores.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Vacina da Janssen terá 2ª dose dois meses após a primeira e depois uma dose de reforço
A cidade de Munique, na Alemanha, cancelou uma tradicional feira de Natal por causa do alto número de contágios do coronavírus
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play