Terça-feira, 21 de maio de 2024

Pedro Herz, dono da Livraria Cultura, morre em São Paulo aos 83 anos

Pedro Herz, dono da Livraria Cultura, morreu na manhã desta terça-feira (19), em São Paulo, aos 83 anos. A informação foi divulgada em nota pela assessoria de imprensa do grupo. “É com profundo pesar que a família Herz comunica o falecimento do renomado livreiro Pedro Herz  na madrugada de hoje.”

De acordo com a nota, o corpo de Herz será velado no Cemitério Israelita do Butantã a partir das 10h desta quarta-feira (20). O enterro deve ocorrer às 12h.

“Pedro Herz foi um visionário no campo editorial, tendo desempenhado um papel fundamental no desenvolvimento e promoção da literatura em nosso país. Sua paixão pela leitura e seu compromisso em tornar os livros acessíveis a todos deixaram uma marca indelével na comunidade literária e além. Sua ausência será profundamente sentida, mas seu legado perdurará através das páginas dos livros que tanto amou. Neste momento de luto, a família agradece o carinho e condolências”, diz a nota da Livraria Cultura.

Histórico

Fundada em 1947 pela mãe de Herz, Eva, a Cultura chegou a ter 1,3 mil funcionários e faturar R$ 230 milhões. Desde 2015, porém, vinha enfrentando forte crise por conta do encolhimento do mercado editorial.

Em 2018, a empresa entrou com pedido de recuperação judicial. Anos depois, chegou a ter a falência decretada pela Justiça e fechou as portas inclusive de lojas icônicas, como a do Conjunto Nacional.

Em junho de 2023, após conseguir uma liminar no liminar no STJ (Superior Tribunal de Justiça) para suspender sua falência, a Livraria Cultura reabriu as lojas na capital paulista e em Porto Alegre.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Tesouro Nacional estuda emitir títulos sustentáveis em reais para balizar mercado doméstico
Ministro de Portos e Aeroportos diz que passagens aéreas a R$ 200 “seria insano”
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play