Sábado, 22 de junho de 2024

Pesquisa: 76% dos brasileiros veem o Hamas como grupo terrorista

A maioria dos brasileiros acredita que o Hamas é um grupo terrorista e que a resposta de Israel aos ataques do Hamas não são justificáveis, de acordo com uma pesquisa Genial Quaest divulgada no final de semana.

Segundo o levantamento, enquanto 76% dos entrevistados classificam o Hamas como grupo terrorista, para 10%, o grupo tem caráter de resistência. Outros 14% não souberam ou não responderam.

A Quaest também questionou os entrevistados sobre qual deveria ser o posicionamento do Brasil diante do conflito. Para 77%, o Brasil deveria permanecer neutro, enquanto 17% defendem que o país tome um lado. Os 6% restantes não souberam responder.

Para 57% dos entrevistados, o Brasil está errado ao não classificar o Hamas como um grupo terrorista, enquanto 26% acham que o posicionamento está correto. Outros 17% não souberam ou não responderam.

Espectro político

A percepção de que o Hamas deveria ser classificado como grupo terrorista é maior entre quem votou em Jair Bolsonaro no segundo turno da disputa presidencial, com 70% dos eleitores. Entre quem votou em Lula no segundo turno, a percepção de que o Brasil deveria considerar o grupo palestino como terrorista é de 48%.

Os brasileiros, porém, também apontam que a resposta de Israel aos ataques do Hamas não são justificáveis. Do total de entrevistados, 61% não consideraram a resposta adequada, enquanto 30% aprovam as ações de Israel. Os 9% restantes não souberam responder.

O apoio às respostas de Israel é maior dentre quem votou em Jair Bolsonaro no segundo turno: 41% consideram as respostas justificáveis, enquanto o percentual entre eleitores de Lula é de
21%.

A Quaest aponta que a maioria dos brasileiros está acompanhando o conflito, embora com níveis distintos de atenção. Enquanto 41% afirmaram que acompanham a crise com bastante atenção, outros 38% acompanham com pouca atenção. Outros 20% afirma que não estão acompanhando os desdobramentos da crise.

Em diferentes graus, a classificação do Hamas como terrorista é majoritária entre católicos e evangélicos, assim como entre os que se identificam como esquerda, centro e direita.

Da mesma forma, a resposta de Israel não se justifica para a maioria de católicos, evangélicos, esquerda, centro e direita.

A pesquisa foi realizada entre 19 e 22 de outubro e ouviu 2 mil pessoas por meio de entrevistas presenciais. O nível de confiança é de 95%.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Brasileiros em Gaza são orientados a estocar comida e produtos básicos
O ex-vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence anunciou a desistência de sua pré-candidatura à presidência em 2024 pelo partido Republicano
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play