Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Pix é usado em 13% das compras parceladas

O Pix é a forma preferida para pagamentos à vista para 83% dos consumidores. Em seguida aparecerem dinheiro (68%), cartão de débito (54%) e cartão de crédito (53%). O levantamento foi feito pela Boa Vista, empresa de análise de crédito.

Apesar da preferência pelo Pix, sua versão para pagamentos parcelados ainda é pouco conhecida entre as empresas e os consumidores. Cerca de 1/3 das companhias conhecem essa opção, sendo mais recorrente no comércio, em comparação com indústria e serviços.

De acordo com a Boa Vista, 13% das compras parceladas são feitas pelo Pix. O cartão de crédito é o meio mais utilizado nessas ocasiões (69%), e o carnê também é uma alternativa mais recorrente (14%).

“Para as empresas, a principal vantagem se dá no fato de dar mais uma alternativa de pagamento para o consumidor, o que consequentemente pode alavancar ainda mais suas vendas. O consumidor brasileiro está acostumado a se preocupar mais com o tamanho da parcela do que com o valor do bem propriamente dito”, analisa o consultor Ademir Gutierri.

Tanto a pessoa física ou empresa recebem o valor integral de forma instantânea. “O que também garante que aquele comerciante, ou prestador de serviço deixe de gastar com taxas do cartão de crédito e possa oferecer um preço mais competitivo”, diz Gutierri.

Como funciona

Após escolher o Pix como meio de pagamento para uma compra, o consumidor escolhe a quantidade de parcelas. A partir de então, há duas alternativas: o parcelamento por meio do cartão de crédito, ou sem ser atrelado ao cartão. Nesse caso, o vencimento poderá ser no mesmo dia da compra nos meses seguintes, ou a pessoa pode escolher a data mais adequada.

De acordo com Gutierri, o Pix parcelado é mais uma alternativa que pode ajudar o consumidor em compras emergenciais ou de maior valor. No entanto, ele alerta: “É recomendável somente para quem tem uma organização financeira muito boa! Afinal, o vencimento das parcelas futuras ocorrerá de acordo com a data de cada compra. Ou seja, é possível que você tenha débitos de Pix ocorrendo em diferentes datas ao longo do mês”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Prefeituras gaúchas passam a contar com linha de crédito especial para investimento em bombeiros voluntários
Transição vai propôr regulação da internet para 100 primeiros dias de governo
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play