Quinta-feira, 09 de dezembro de 2021

loader

PL aceita assumir pauta conservadora para receber Jair Bolsonaro

O Partido Liberal decidiu ontem criar um ambiente mais receptivo para o presidente Jair Bolsonaro. Reunidos os dirigentes do PL de todos os estados e do Distrito Federal com o presidente Valdemar Costa Neto, foi aprovado o compromisso de todos, para um esforço no alinhamento das pautas conservadoras defendidas por Jair Bolsonaro. O ex-senador Magno Malta, que preside o diretório capixaba do PL, revela que os diretórios estaduais deram carta branca para que o presidente Valdemar Costa Neto, negocie da “melhor maneira possível” o ingresso de Bolsonaro. Após o retorno hoje de Doha, no Catar, Bolsonaro deve acertar um encontro com Valdemar Costa Neto para definir os detalhes finais. O presidente do PL gaúcho, deputado federal Giovani Cherini disse no inicio da noite de ontem que “a reunião criou um ambiente muito favorável, e estamos otimistas com o iminente ingresso do presidente Jair Messias Bolsonaro”.

Projeto do deputado Carlos Gomes incentivando reciclagem vai tornar-se lei

O deputado federal gaúcho Carlos Gomes (Republicanos) comemorou ontem a aprovação pelo Senado do projeto de sua autoria, que cria incentivos à indústria da reciclagem e a criação dos fundos de Apoio para Ações voltadas à Reciclagem (Favorecicle) e de Investimentos para Projetos de Reciclagem (ProRecicle). O texto segue para sanção presidencial. No senado,o gaúcho Luis Carlos Heinze (PP) foi o relator do projeto que segundo explica “pode ser dividido em três eixos: incentivos fiscais à reciclagem a serem concedidos pela União a projetos da cadeia produtiva do setor, criação de um fundo para apoio à atividade e emissão de títulos para financiar projetos”.

Desconfianças na prévia dos tucanos

A prévia do PSDB marcada para domingo (21) não empolgou os filiados. Dos cerca de 1,3 milhão de filiados, apenas 44,7 mil se cadastraram no aplicativo criado para a votação. Além disso, são muitas as desconfianças quanto à vulnerabilidade do sistema criado pela Faurgs (Fundação da Universidade Federal do Rio grande do sul) para a eleição deste domingo. Há ainda o risco do candidato derrotado – João Dória ou Eduardo Leite – deixar o partido.

STF já admite claramente o golpe

No 9º Fórum Jurídico de Lisboa, que debateu em Portugal a proposta do Semipresidencialismo, o ministro Dias Toffoli admitiu sem meias palavras que a Suprema Corte, sem que nenhum dos outros poderes solicitasse, já atua como Poder Moderador, – papel que, pelo Artigo 142 da Constituição, caberia às Forças Armadas – intervindo nas prerrogativas próprias do Executivo e do Congresso:

“Nós já temos um semipresidencialismo com um controle de poder moderador que hoje é exercido pelo Supremo Tribunal Federal”, disse o magistrado.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Colunistas

Fatos históricos do dia 18 de novembro
Se Eduardo Leite perder prévia tucana, pode mudar cenário na eleição gaúcha
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play