Segunda-feira, 22 de abril de 2024

Policiais dos Estados Unidos espancam homem negro; cidades americanas vivem protestos

As autoridades de Memphis, nos Estados Unidos, vivem uma onda de manifestações após a divulgação de vídeos gravados pelas câmeras dos uniformes de cinco ex-policiais da cidade que mostram um ataque a um motorista que levou o homem à morte.

Tyre Nichols, um homem negro, estava dirigindo no dia 7 de janeiro na cidade quando foi parado por cinco policiais. Durante sua prisão, ele sofreu ferimentos e, três dias depois, morreu em um hospital.

Os cinco policiais, todos negros, foram acusados de assassinato em segundo grau, agressão, sequestro, má conduta e opressão pelo episódio que terminou com a morte de Nichols.

Quatro deles pagaram fiança e foram soltos.

Joe Biden, presidente dos EUA, afirmou estar indignado após ver o vídeo.

“As imagens divulgadas esta noite vão indignar as pessoas, com razão”, afirmou ele, em comunicado.

Diversas cidades reforçaram seus esquemas de segurança para receber os protestos. Manifestações acontecem em Memphis, Atlanta, Washington D.C. e outros locais. Em Nova York e Los Angeles houve conflitos entre manifestantes e a polícia.

Biden que pediu aos manifestantes que se expressarem pacificamente. “Aqueles que buscam justiça não devem recorrer à violência ou à destruição”, disse.

Antes da divulgação

Antes da divulgação, poucas pessoas tiveram acesso aos vídeos. A família da vítima está entre o grupo de pessoas que já tinham visto as imagens.

O presidente Joe Biden conversou com a mãe e com o padrasto da vítima e deu os pêsames a eles.

O procurador-geral dos EUA, Merrick Garland, e o diretor do FBI, Christopher Wray, também tiveram acesso às imagens antes da divulgação.

Wray afirmou que o que aconteceu em Memphis é obviamente trágico. “Eu mesmo vi o vídeo e vou dizer que fiquei chocado”, disse ele.

A polícia não divulgou muitos detalhes sobre as circunstâncias da prisão de Nichols. Até o promotor Steve Mulroy, que acusou os policiais, descreveu o incidente de forma vaga.

Depois que Nichols foi parado por direção imprudente, houve uma discussão. Os policiais o usaram spray de pimenta, e Nichols tentou fugir a pé. “Houve outra discussão em um local próximo em que os ferimentos graves foram sofridos pelo Sr. Nichols.”

Outros incidentes

Os EUA vivem uma série de casos de violência policial que termina com a morte de pessoas negras e outras minorias. A população reage com protestos contra o racismo sistêmico no sistema de policiamento e de Justiça.

Houve protestos após o assassinato, em maio de 2020, de George Floyd, um homem negro que morreu depois que um policial branco de Minneapolis se ajoelhou em seu pescoço por mais de 9 minutos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Atraída por escola de surf, brasileira de 19 anos é presa com 3 kg de cocaína na Indonésia
Como o Grupo Wagner, organização paramilitar russa, recruta detentos africanos para combater na Ucrânia
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play