Sexta-feira, 19 de agosto de 2022

Popularidade da cannabis medicinal cresce entre mulheres na menopausa

A cannabis medicinal tem se tornado cada vez mais popular entre mulheres na menopausa. A constatação vem de um estudo publicado na revista The North American Menopause Society. Frente a sintomas desconfortáveis como ondas de calor, distúrbios do sono, depressão e ansiedade, esse público passou a procurar por tratamentos alternativos.

Apesar de existirem várias opções de tratamento para os sintomas da menopausa, como a terapia hormonal, vários estudos anteriores já apontaram que o uso de cannabis medicinal está associado a vários benefícios clínicos, incluindo melhorias nas medidas de ansiedade, humor, sono e dor, o que justifica a busca dessas pacientes.

Só tem um porém: nenhum estudo até o momento examinou a segurança e a eficácia da cannabis medicinal para aliviar os sintomas relacionados à menopausa. Isso não impede que, de 250 mulheres entrevistadas pelo grupo de pesquisadores, simplesmente 86% busquem a cannabis como tratamento para os sintomas relacionados à menopausa.

Conforme perceberam os autores do estudo, as indicações mais frequentemente relatadas para o uso medicinal de cannabis foram distúrbios do sono e humor/ansiedade relacionados à menopausa.

Em comparação com as participantes na pós-menopausa, as que estavam na perimenopausa relataram sintomas mais intensos, principalmente no que diz respeito a ansiedade e ondas de calor. As mulheres na perimenopausa também eram mais propensas a relatar uma maior incidência de depressão e ansiedade, bem como o aumento do uso de cannabis medicinal para tratar esses sintomas.

Os pesquisadores ressaltam que a falta de dados de ensaios clínicos sobre a eficácia e segurança da cannabis medicinal para o manejo dos sintomas da menopausa culmina na necessidade de mais pesquisas, antes que esse tratamento possa ser recomendado na prática clínica.

A menopausa

A menopausa corresponde ao último ciclo menstrual, ou seja, a última menstruação. Ocorre, em geral, entre os 45 e 55 anos. Quando ocorre por volta dos 40 anos, é chamada de menopausa prematura ou precoce.

O termo menopausa é, muitas vezes, utilizado indevidamente para designar o climatério, que é a fase de transição do período reprodutivo, ou fértil, para o não reprodutivo na vida da mulher.

A principal característica da menopausa é a parada das menstruações. Ao falar dos sintomas da menopausa, algumas pessoas podem encará-la como como um problema de saúde. Apesar de poder apresentar dificuldades, o climatério é um período importante e inevitável na vida da mulher, devendo ser encarado como um processo natural, e não como doença.

Para muitas mulheres, a chegada da menopausa provoca irregularidades menstruais, menstruações mais escassas, hemorragias, menstruações mais ou menos frequentes. Outros sinais e sintomas característicos como ondas de calor (fogachos), alterações do sono, da libido e do humor, bem como atrofia (enfraquecimento ou definhamento) dos órgãos genitais, aparecem em seguida.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

Agência Espacial Europeia desiste de tentar recuperar satélite
Entenda o que é câncer de intestino e como será o tratamento da cantora Simony
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play