Domingo, 16 de junho de 2024

Porto Alegre soma mais de 1.500 casos de dengue só neste ano

Boletim semanal divulgado nesta terça-feira (8) pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) contabiliza 1.526 testes positivos de dengue em Porto Alegre desde o início do ano, incluindo uma morte. Em 1.253 casos (82,1%) a doença foi contraída de forma autóctone, ou seja, o paciente foi ficado pelo mosquito Aedes aegypti na própria cidade). Os dados abrangem o período de 1º de janeiro a 6 de abril.

Para se ter uma ideia do avanço da estatística, no mesmo intervalo de tempo em 2023 os registros da prefeitura apontavam 956 ocorrências confirmadas. Isso significa uma alta de 62,6%.

A faixa etária dos 21 aos 30 anos se mantém como a predominante, com 272 casos (17,8%). Na divisão por gênero, mulheres são a maioria (816 confirmações, ou 53,4%). Já os principais sintomas relatados são febre (93,9%), seguidos por dores no corpo e cabeça, bem como náuseas.

Bairros

A doença atinge moradores de praticamente todo o mapa porto-alegrense, mas a maior incidência se dá nos bairros São João, São Geraldo, Higienópolis (todos na Zona Norte) e Pedra Redonda (Zona Sul). O parâmetro utilizado é o número de casos por 100 mil habitantes, motivo pelo qual um de menor população pode ter alto percentual mesmo com baixo número de casos.

No que se refere à presença do inseto-vetor, o novo levantamento aponta a continuidade do índice crítico. A infestação é considerada alta ou muito alta em 43 de 46 bairros monitorados pela Secretaria Municipal da Saúde por meio de armadilhas para captura do Aedes.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Chalé da Praça XV realiza abertura da sua tradicional feijoada
Combate à dengue em Porto Alegre: bairro Jardim do Salso recebe aplicação de inseticida
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play