Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Prédio do Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília, ganha projeção com frases sobre importância do voto e alertas sobre fake news

O prédio do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, ganhou uma projeção com frases sobre a importância do voto. Também foram transmitidas mensagens com alertas sobre fake news e outras destacam a confiabilidade das urnas eletrônicas.

Entre as frases estavam “#SeuVotoFazOPaís”, “Alerta Fake News” e “Notícia Checada”, que reforçam a importância do voto e a checagem das notícias recebidas pelas redes sociais. A ação ocorreu às vésperas do segundo turno, que acontece neste domingo (30) em todo o Brasil.

Respaldado pela resolução que ampliou os poderes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para remoção de notícias que considerar falsas, o presidente da Corte, ministro Alexandre de Moraes, determinou nessa semana a supressão de 135 publicações “que atingem, com base em afirmações falsas ou descontextualizadas, a integridade do processo eleitoral”. O magistrado enviou a lista dos conteúdos a serem derrubados às plataformas Facebook, Instagram, Kwai, Telegram, Tiktok, Twitter e Youtube.

Para Moraes, trata-se de “manifestações públicas sabidamente inverídicas, indutoras de ataques institucionais realizados por diferentes atores que poluem o debate público e alimentam o extremismo em diversas plataformas digitais”. Segundo o ministro, o conjunto de conteúdos propaga “ataques ao processo eleitoral, baseados em inverdades sobre aspectos fundamentais da disputa eleitoral”.

No despacho assinado, o ministro classificou em tópicos as publicações questionadas: desinformação sobre a votação ou o funcionamento das urnas eletrônicas; sobre a apuração dos votos ou o resultado das eleições; e sobre os sistemas informatizados ou procedimentos de preparação das urnas eletrônicas.

A Assessoria Especial de Enfrentamento à Desinformação da Corte listou 224 “conteúdos desinformativos divulgados em mídias sociais”. Ao analisar as publicações, Moraes viu “flagrante violação de regras eleitorais”.

O primeiro turno das Eleições 2022 foi marcado por uma intensa proliferação de notícias falsas relacionadas ao processo eleitoral. As principais fake news foram desmentidas em tempo real pela Justiça Eleitoral e por agências de checagem parceiras do TSE no combate à desinformação.

Desde a campanha de 2018, quando o fenômeno das fake news ganhou intensidade no período eleitoral, o TSE vem criando ferramentas para permitir a qualquer cidadã ou cidadão ter acesso de maneira ágil a informações oficiais se prevenirem contra a disseminação de notícias falsas.

Em parceria com o WhatsApp, o TSE criou o chatbot (assistente virtual). A ferramenta promove o acesso a informações sobre o processo eleitoral, bem como fornece dados dos Portais do TSE e dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), de forma gratuita.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Eleições 22

Bolsonaro e Lula praticamente empatam nas redes durante o debate
O esquema de segurança do Supremo para este domingo de eleição
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play