Quinta-feira, 27 de janeiro de 2022

loader

Produção industrial brasileira cai 0,6% em outubro e frustra expectativa de retomada do setor

A produção industrial brasileira registrou queda de 0,6% em outubro na comparação com o mês anterior, informou nesta sexta-feira (3) o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, a produção caiu 7,8%, frustrando as expectativas de retomada do setor no ínicio do quarto trimestre de 2021.

Na comparação anual, as principais influências negativas na indústria vieram de produtos alimentícios (-17,1%) e veículos automotores, reboques e carrocerias (-14,5%). Em relação a setembro, as indústrias extrativas foram as que mais recuaram (-8,6%). Produtos alimentícios vieram a seguir (-4,2%). O extrativismo voltou a recuar após avançar 2,2% no mês anterior, quando interrompeu três resultados negativos consecutivos. A produção de alimentos já havia recuado 3,2% em setembro.

Em relação a setembro, as indústrias extrativas foram as que mais recuaram (-8,6%). Produtos alimentícios vieram a seguir (-4,2%). O extrativismo voltou a recuar após avançar 2,2% no mês anterior, quando interrompeu três resultados negativos consecutivos. A produção de alimentos já havia recuado 3,2% em setembro.

“Com cinco meses de queda, o setor fica 4,1% abaixo do nível pré-pandmia, de fevereiro do ano passado. E o setor está 20,2% abaixo do pico de maio de 2011. Mês a mês a indústria perde intensidade e força”, explicou o gerente da pesquisa do IBGE, André Macedo.

Conforme o IBGE, outras contribuições negativas vieram de máquinas e equipamentos (-4,9%), de máquinas, aparelhos e materiais elétricos (-5,6%), de produtos têxteis (-7,7%), de metalurgia (-1,9%), de manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos (-21,6%), de produtos de madeira (-6,6%), de confecção de artigos do vestuário e acessórios (-4,1%), de produtos de metal (-1,9%), de veículos automotores, reboques e carrocerias (-0,8%) e de produtos farmoquímicos e farmacêuticos (-2,4%).

Na direção aposta, entre as sete atividades com crescimento na produção industrial, a de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (3,7%), exerceu o principal impacto em outubro de 2021, intensificando o avanço de setembro (1,0%). Outros resultados positivos foram contabilizados nos químicos (2,1%), nos produtos de borracha e de material plástico (1,8%).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Festival Internacional de Churrasco vai escolher melhor assador Sul-americano em Porto Alegre
Carro é apreendido com 14 mil maços de cigarros contrabandeados em Palmeira das Missões
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play