Sábado, 22 de janeiro de 2022

loader

Protesto de servidores do Detran leva ao cancelamento de testes de habilitação em diversas cidades gaúchas

Nesta segunda-feira (27), funcionários públicos ligados ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran) do Rio Grande do Sul realizaram um protesto na área externa do Centro Administrativo do Estado, em Porto Alegre. A manifestação, por reajuste salarial e melhores condições de trabalho, causou o cancelamento de exames de habilitação em diversas cidades.

Vestidos com roupas pretas em meio ao calor que marcou o dia e ostentando faixas com críticas ao governo gaúcho, eles permaneceram no pátio do complexo localizado no bairro Praia de Belas ao longo da manhã e tarde. Na pauta, o pedido de reajuste – que não é concedido desde 2013, conforme o Sindicato dos Servidores do Detran (Sindet).

A categoria também reclama de problemas relacionados ao trabalho em sistema de “home-office” que os funcionários da autarquia precisaram adotar desde que instalações do órgão estadual foram destruídas pelo incêndio que inutilizou a sede da Secretaria da Segurança Pública (SSP), no bairro Floresta, na noite de 14 de julho. Bancar do próprio bolso as despesas com equipamentos utilizados em casas é um dos motivos do descontentamento.

Apesar da afirmação da cúpula do Sindet de que a mobilização desta segunda-feira não foi uma greve ou paralisação, a ausência de servidores que não compareceram ao trabalho para participar do protesto foi relatada em Porto Alegre, Cachoeirinha, Portão, Caxias do Sul, Pelotas e no Litoral Norte. Quem tinha exame marcado terá que providenciar o reagendamento.

SSP-RS divulga nota

Ainda nesta segunda-feira, a SSP-RS divulgou uma nota à imprensa, frisando que não tem como atender às reivindicações dos servidores descontentes mas que está aberta ao diálogo. Confira o texto:

“A Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul e a Vice-Governadoria do Estado [ambas exercidas por Ranolfo Vieira Júnior] já promoveram mais de uma dezena de reuniões com representantes do Sindicato dos Servidores do Detran-RS ao longo dos últimos meses. Nesta segunda-feira, em razão de uma série de outros compromissos previamente agendados, isso não será possível [receber representantes do movimento].

Na última semana, chegou-se ao entendimento de que, no atual momento, não há viabilidade para atendimento à pauta apresentada pela entidade. Contudo, o governo do Estado mantém em absoluto sua disposição ao diálogo por meio das instâncias de gestão, a começar pela Direção-Geral do Detran-RS, com o intuito de construir caminhos viáveis à equalização entre as condições administrativas do Estado e as demandas da categoria.”

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Centro Administrativo

Família diz que a Prevent Senior deu cuidado paliativo a paciente não terminal
Pedágios das rodovias BR-116 e BR-392 ficam mais baratos no Sul do Estado a partir desta terça-feira
Pode te interessar

sem nada para mostrar

Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play