Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Trump e Biden confirmam favoritismo e vencem a “Superterça”

Os eleitores de 15 Estados norte-americanos realizaram, nessa terça-feira (5), as primárias na “Superterça”. Nas contagens inicias, o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que também é o favorito para concorrer à presidência pelo Partido Republicano, venceu na Virgínia e na Carolina do Norte, dois Estados da costa leste do país, e em outros oito locais, como: Tennessee, Colorado, Oklahoma, Maine, Alabama, Massachusets, Arkansas e Texas, conforme apontam os veículos de comunicação local.

Com o resultado, ele derrota sua única concorrente, Nikki Haley. As projeções da imprensa local mostram que as margens das vitórias do ex-presidente sobre a adversária são bastante confortáveis. Do lado democrata, e sem nenhuma surpresa, o atual presidente, Joe Biden, que vai concorrer a reeleição, venceu, até o momento, em 13 Estados, conforme informações divulgas pela mídia norte-americana. Ao longo da madrugada ainda serão divulgados os resultados de outros Estados que realizam as primárias.

Na “Superterça” deste ano não houve nenhum mistério, pois nem o republicano, de 77 anos, ou o democrata, de 81, têm alguém que os ameace nas primárias, que definem os candidatos de ambos os partidos nas eleições presidenciais de novembro. Trump segue como favorito mesmo com os problemas legais. Ele venceu quase todas as primárias do seu partido, com exceção de Washington, capital dos Estados Unidos, onde Haley se impôs no domingo. Muitos rivais jogaram a toalha ao longo do caminho.

Em tese, as primárias podem durar até julho. Mas a equipe de Trump prevê uma vitória “no dia 19 de março”, no mais tardar, após a votação na Georgia e na Flórida. O milionário quer focar o mais rápido possível em uma revanche com Joe Biden, que busca a reeleição, antes de se concentrar em seus problemas jurídicos. Seu primeiro julgamento criminal começa em 25 de março em Nova York.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Câmara dos Deputados aprova urgência para projeto que cria enfermaria para mulheres em “situação de abortamento”
Homem que matou ex-companheira grávida a facadas é condenado a mais de 23 anos de prisão no interior do Rio Grande do Sul
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play