Quinta-feira, 09 de dezembro de 2021

loader

Velório de Marília Mendonça terá segurança reforçada e cortejo em Goiânia

O corpo de Marília Mendonça será velado em Goiânia neste sábado (6), a partir das 9h. Inicialmente, a cerimônia será restrita aos familiares e a partir das 13h o público poderá prestar homenagens à cantora no ginásio Goiânia Arena.

A artista morreu em um acidente de avião na sexta-feira (5), em Minas Gerais. Além da cantora, o produtor Henrique Ribeiro; o tio e assessor da cantora, Abicieli Silveira Dias; o piloto Geraldo Martins de Medeiros e o copiloto, Tarciso Pessoa Viana morreram no acidente.

O velório da cantora será no ginásio Goiânia Arena, de acordo com o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM). Segundo a assessoria de comunicação da artista, a despedida será aberta ao público entre as 13h e as 16h.

No Twitter, Caiado disse que a informação foi passada pela família da cantora. “Goianos vão poder prestar linda homenagem. Peço calma e respeito à sinalização para que todos possam dar o seu adeus. Previsão inicial de até 100 mil pessoas passando pelo local”, disse o governador.

Além da cantora, Abicieli Silveira Filho, assessor e tio de Marília, também será velado no mesmo local e horário.

Segundo a Secretaria Municipal de Mobilidade da capital goiana, haverá cortejo do ginásio Goiânia Arena até o Cemitério Parque Memorial. O sepultamento, que contará apenas com familiares, está previsto para as 17h30.

A prefeitura de Goiânia vai reforçar a fiscalização de trânsito e as orientações aos motoristas na região do Goiânia Arena devido ao velório.

O acidente

O acidente aconteceu em Piedade de Caratinga, no Vale do Rio Doce, no oeste de Minas Gerais. O avião caiu a uma distância de três quilômetros do aeroporto de Caratinga, cidade onde a cantora faria um show.

A aeronave caiu em um curso d’água próximo de um acesso da rodovia BR-474. A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) informou que o avião bateu em um cabo de uma torre distribuição de energia da companhia em Caratinga.

A Força Aérea Brasileira (FAB) e a Polícia Civil de Minas Gerais investigam o acidente.

Compositora desde os 12 anos de idade

Marília Mendonça tinha 26 anos e deixa um filho de um ano. Ela começou a se destacar como compositora jovem, aos 12 anos de idade. Colecionava alguns dos maiores hits do Brasil, como “Infiel”, “Supera”, “Ciumeira” e “De quem é a Culpa”.

Seu sucesso no sertanejo trouxe a Marília a fama de “rainha da sofrência”. Ela foi uma das precursoras do movimento “feminejo”, marcado pela ascensão das mulheres cantando o gênero que, até o início dos anos 2000, era predominantemente masculino.

Apesar da pouca idade, Marília começou a colecionar grandes sucessos como compositora ainda na adolescência. As letras dela começaram a ganhar fama sendo interpretadas por grandes nomes da música. “É Com Ela Que Eu Estou” – na voz de Cristiano Araújo, “Até você voltar” e “Cuida Bem Dela” – sucesso da dupla Henrique & Juliano são alguns dos sucessos escritos por Marília.

Sucesso na internet

Em abril do ano passado, no começo da pandemia, a cantora quebrou o recorde mundial de espectadores simultâneos em uma live no YouTube, com 3,2 milhões de pessoas ao mesmo tempo. A cantora seguia a tendência de artistas brasileiros de exibir shows pela internet com o objetivo de arrecadar fundos para as vítimas de Covid-19.

À época, como diferencial, a live da cantora contou com a participação de um intérprete de Libras (Língua Brasileira de Sinais).

Marília se destacou ainda pelo grande número de seguidores nas redes sociais. Só no Instagram, o perfil oficial da cantora contava com 36,5 milhões seguidores.

Seu trabalho mais recente foi o projeto “As Patroas”, em parceria com a dupla Maiara e Maraisa.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Música

Em concerto com a Ospa neste sábado, Kleiton e Kledir comemoram 40 anos de carreira da dupla
Aeronáutica investigará causas do acidente que matou Marília Mendonça
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play