A vacinação contra o sarampo nas universidades de Porto Alegre começa nesta segunda-feira

A Secretaria Municipal de Saúde iniciará nesta segunda-feira (26) a vacinação contra o sarampo em universidades de Porto Alegre para imunizar pessoas na faixa etária dos 17 aos 29 anos. Até 4 de dezembro, serão feitos sete roteiros de vacinação, sempre no turno da noite, de acordo com a prefeitura.

A ação integra o plano de enfrentamento contra o sarampo da Secretaria de Saúde, que até meados de dezembro promoverá a vacinação de adolescentes e jovens entre 15 e 29 anos em pontos estratégicos: escolas, quartéis e universidades. A intenção é aumentar a cobertura vacinal e diminuir o risco de transmissão do vírus causador da doença.

A vacinação será realizada por equipes da Atenção Primária de Saúde. Havendo condição para circular nos campi, um ônibus da Secretaria será o local utilizado para vacinar os jovens. Na impossibilidade de circulação do veículo, a universidade destinará um local adequado para a ação. A orientação é levar a caderneta de vacinação para avaliação da situação vacinal de cada pessoa e o cartão do SUS (Sistema Único de Saúde), se possuir.

Cronograma e locais:

26/11, segunda-feira: Centro Metodista IPA, rua Cel. João Pedro Salgado, 80, das 18h às 20h; 27/11, terça-feira: Uniritter Zona Sul, rua Orfanatrófio, 555, das 18h às 20h; 28/11, quarta-feira: Uniritter Zona Norte, avenida Manoel Elias, 2001, das 18h às 20h; 29/11, quinta-feira: Pucrs, avenida Ipiranga, 6681, das 18h às 20h; 30/11, sexta-feira: UFSCPA, rua Sarmento Leite, 245 – das 18h às 20h; 3/12, segunda-feira: Ufrgs – Centro, rua Paulo Gama, 110, das 18h às 20h; 4/12, terça-feira, Ufrgs campus Agronomia, avenida Bento Gonçalves, 9500, das 17h às 20h.

Sarampo

O sarampo é uma doença infecto-contagiosa causada por um vírus chamado Morbillivirus. A enfermidade é uma das principais responsáveis pela mortalidade infantil em países subdesenvolvidos. Seus sintomas incluem febre e manchas no corpo, e o tratamento é feito para atenuar esses sintomas.

A transmissão da doença ocorre diretamente de pessoa para pessoa, por meio das secreções do nariz e da boca expelidas pelo doente ao tossir, respirar ou falar. Por isso, quem reconhece os sintomas do sarampo precisa consultar um médico. Se a doença for confirmada, deve evitar o contato com pessoas não infectadas. Ficar em locais fechados junto com uma pessoa doente facilita a transmissão do vírus do sarampo.

O vírus ainda circula por não ter uma população completamente imune. Os surtos de sarampo ocorrem devido a fluxos de pessoas suscetíveis à doença, ou seja, que não foram imunizadas, e também à diminuição da cobertura vacinal nos últimos anos.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *