Operação combate o tráfico de drogas em Porto Alegre e no interior do Rio Grande do Sul

Agentes da 2ª Delegacia de Investigação do Narcotráfico deflagraram, na manhã desta sexta-feira (14), a Operação Indominus para combater o tráfico de drogas em Porto Alegre, Canoas, Alvorada, Viamão e Guaporé.  Na Capital, as ações se concentraram na Vila Farrapos e nos bairros Navegantes e Humaitá, ambos na Zona Norte da cidade.

Ao todo, foram cumpridos 25 mandados de busca e apreensão. Durante a operação, um homem foi preso em flagrante e aproximadamente 10 quilos de cocaína, diversas porções de maconha, balanças de precisão e anotações com a contabilidade do tráfico de entorpecentes foram apreendidos.

A prisão ocorreu em Porto Alegre, após o indivíduo efetuar disparos de arma de fogo contra os policiais civis. Segundo o delegado Thiago Lacerda, ao longo dos últimos nove meses de investigações, foram apuradas centenas de denúncias anônimas e identificadas diversas pessoas com envolvimento direto com o narcotráfico. “As diligências apontaram uma grande movimentação de drogas do grupo criminoso atuante em Porto Alegre, Região Metropolitana e também no interior do Estado”, salientou o delegado.

O diretor de Investigações do Denarc (Departamento Estadual de Investigação do Narcotráfico), delegado Mario Souza, destacou que a operação teve como finalidade prejudicar de maneira considerável um esquema de tráfico de drogas que persiste nas regiões que foram alvos da ação policial, buscando a completa desarticulação da organização criminosa.

Cerca de 150 policiais civis participaram das atividades, que contaram com o apoio do GOE (Grupamento de Operações Especiais) e do Departamento de Polícia do Interior.

Outra operação

No fim do mês passado, a Polícia Civil e a Brigada Militar deflagraram a Operação Dama da Noite com o objetivo de combater o tráfico de drogas em Porto Alegre. Os policiais cumpriram mais de 70 mandados judiciais na Vila Maria da Conceição, Vila Cruzeiro, Campo da Tuca, Vila Resvalo e nos bairros Glória, Cascata e Restinga. Quatorze criminosos foram presos.

Os agentes apreenderam armas, drogas, veículos roubados e anotações do tráfico. A operação Dama da Noite faz alusão à cocaína conhecida como “Viviane”, que teria alto grau de pureza, coloração amarelada e aroma de baunilha, gerando alta rentabilidade para o tráfico de drogas e levando usuários de toda Capital à Vila Maria da Conceição, onde um esquema de drive-thru funcionava 24 horas por dia.

A investigação iniciou em 2015, através de monitoramento da atividade criminosa na região, Segundo o delegado Thiago Lacerda, após a prisão do líder conhecido por Paulão ou Paulão da Conceição em 2010, nos anos subsequentes gerentes do tráfico articularam uma espécie de “golpe de estado”, se articulando com outros grupos para a tomada de poder. “Entretanto, o que se desencadeou foi um sistêmico conflito entre diversos grupos rivais pela zona estratégica de alta rentabilidade da Vila Maria da Conceição”, explicou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *