Segunda-feira, 17 de junho de 2024

130 delinquentes foram presos por causa de saques e roubos em Porto Alegre e Região Metropolitana com as enchentes

Desde o início da tragédia, que resultou na perda de 155 vidas no Rio Grande do Sul, as autoridades policiais do Estado detiveram 130 indivíduos por crimes relacionados às enchentes. Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), houve 48 detenções por delitos contra o patrimônio, como roubos e furtos cometidos contra pessoas afetadas pelos temporais. Outras 49 pessoas foram presas em abrigos, mas não há detalhes sobre os demais casos.

Para o comandante-geral da Brigada Militar (BM), coronel Claudio dos Santos Feoli, os saques representaram “o pior momento em termos de segurança pública”. Os crimes ocorreram quando muitas cidades estavam alagadas e isoladas, dificultando a rápida intervenção policial.

Segundo o comandante da polícia militar gaúcha, a situação foi especialmente difícil em Eldorado do Sul, na Região Metropolitana de Porto Alegre, onde as rotas de acesso estavam bloqueadas devido às enchentes. Até o momento, oito pessoas foram presas por crimes nessa região.

Patrulha fluvial

A Polícia Civil vem realizando, de forma ininterrupta, o patrulhamento fluvial em áreas alagadas de Porto Alegre com o objetivo de combater os crimes patrimoniais.

São efetuadas rondas nos bairros Humaitá, 4º Distrito, Centro Histórico, Farrapos, Navegantes e Guarujá. O Departamento de Polícia do Interior (DPI), está realizando policiamento fluvial em áreas alagadas dos municípios de Guaíba e de Rio Grande. Também está ocorrendo patrulhamento em áreas alagadas de Canoas, através do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc).

Reforço no efetivo

Para reforçar a segurança, a Brigada Militar suspendeu as férias e reduziu os intervalos de escala dos agentes. Com o apoio de 700 soldados de outros Estados, a polícia gaúcha consegue mobilizar entre 6,5 mil e 7 mil PMs por dia no estado. Além disso, estão em operação 70 barcos nas ruas inundadas das cidades do RS.

A Polícia Civil publicou no dia 15 o Edital de Abertura para Inscrição no Programa de Policiais Civis Aposentados para Prestação de Tarefa por Tempo Determinado. As inscrições encerram nesta segunda (20).

São 260 vagas para realização de atividades de Operações Especializadas de Segurança Pública, com a finalidade da manutenção e da preservação da ordem pública nos municípios afetados pelos eventos climáticos ocorridos a partir de 24 de abril de 2024 no RS.

Desta forma, os policiais civis aposentados poderão integrar novamente a instituição, contribuindo e reforçando os trabalhos que a Polícia Civil tem realizado neste momento de calamidade que o RS atravessa.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Avião com donativos e mais de 60 voluntários vindos de Portugal chega ao RS
É falsa a informação que governo federal priorizou Gaza no envio de ajuda durante enchentes no RS
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play