Quinta-feira, 25 de abril de 2024

Alertas de desmatamento na Amazônia caem 61% em janeiro

O acumulado de alertas de desmatamento na Amazônia Legal em janeiro deste ano totalizou 167 km², a quarta menor marca para o mês na série histórica do Deter (Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real), que começou em 2015, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (10) pelo Inpe (Instituto de Pesquisas Espaciais).

No mesmo mês do ano passado, o índice chegou a 430 km². A queda no primeiro mês de 2023 na comparação com janeiro de 2022 foi de 61%.

A Amazônia Legal corresponde a 59% do território brasileiro e engloba oito Estados (Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins), além de parte do Maranhão.

Com os 167 km² (uma área do tamanho da cidade de Natal, no Rio Grande do Norte), a taxa deste ano só ficou acima das marcas de 2017, 2019 e 2021, quando o índice chegou a 58, 136 e 83 km², respectivamente.

O Deter não é o dado oficial de desmatamento, mas alerta sobre onde o problema está acontecendo. O Prodes (Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite) é considerado o sistema mais preciso para medir as taxas anuais.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Ministro diz que há indícios de que 2,5 milhões de pessoas estejam recebendo o Bolsa Família de forma irregular
Mortes no terremoto que atingiu a Turquia e a Síria passam de 22 mil
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play