Quarta-feira, 19 de junho de 2024

Desarticulação faz Lula enfrentar maior número de CPIs em início de governo

O governo do presidente do Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vai lidar com pelo menos quatro comissões de inquérito parlamentar (CPI) nos próximos meses. A quantidade de CPIs é inédita para qualquer governo em início de mandato na história recente do Brasil.

CPI é uma investigação do Legislativo para apurar irregularidades no país. A comissão é conduzida pelo Congresso Nacional, com poderes similares a um tribunal, podendo resultar em relatórios e recomendações para as autoridades.

Na terça (17), a Câmara instaurou três comissões para investigar a atuação do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), a manipulação de partidas de futebol e uma possível fraude financeira na Americanas.

Na próxima semana, o governo do petista deve acompanhar outra comissão ser instalada com o objetivo de investigar as ações realizadas nas sedes dos Três Poderes, em Brasília, no dia 8 de janeiro.

MST
A comissão que vai investigar as invasões do MST será presidida pelo deputado federal pelo Rio Grande do Sul, Tenente Coronel Zucco (Republicanos), e terá a relatoria do deputado Ricardo Salles (PL).

A relatoria atribuída a Salles, que foi ministro do Meio Ambiente na gestão de Jair Bolsonaro, gerou questionamento da deputada Sâmia Bomfim (Psol). Conforme Sâmia, o regimento impede parlamentares de relatar matéria quando há interesses pessoais envolvidos.

Ela sustentou que Salles tem interesse econômico relacionado à pauta, em razão de ter entre seus financiadores usineiros e madeireiros.

“Quando foi candidato a deputado federal em 2018, Salles fez campanha baseada na criminalização do MST. Na época, ele foi investigado porque dizia abertamente que iria fuzilar os militantes do movimento”, disse a parlamentar.

Ricardo Salles afirmou que vai trabalhar “com máximo de abertura para o diálogo” e que espera poder contar com a ajuda daqueles que representam uma visão favorável aos movimentos e à reforma agrária.

Apostas esportivas
Deputado Julio Arcoverde (PP) foi o escolhido para presidir a comissão que vai apurar manipulação de resultados de partidas de futebol. Já a relatoria coube ao deputado Felipe Carreras (PSB).

A iniciativa para criar a CPI partiu de investigações feitas pelo Ministério Público de Goiás que levantaram suspeitas de manipulação no resultado de quatro jogos da série B do ano passado. Os parlamentares acreditam que as irregularidades também tenham sido cometidas em partidas de outras séries do futebol brasileiro.

Americanas
Já a comissão que vai apurar possível fraude contábil da ordem de R$ 20 bilhões na Americanas será presidida pelo deputado Gustinho Ribeiro (Republicanos). Para relator, foi nomeado o deputado Carlos Chiodini (MDB).

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Ministro da Fazenda diz que o Brasil tem obrigação de crescer acima da média mundial e volta a defender ciclo de corte de juros
Presidente do Banco Central diz que precisamos focar em reformas estruturais, e não só em juros
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play