Segunda-feira, 17 de junho de 2024

Desonesto, fora de si, completo mentiroso: depois de aceitarem debates, Biden e Trump trocam farpas em comícios

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que em novembro tentará retornar à Casa Branca, fez um discurso a seus eleitores, nesse sábado (18), carregado de insultos ao seu rival, o democrata e atual presidente Joe Biden, chamado por ele de “insano”. Biden, por sua vez, disse que Trump é um “mau perdedor”, e que é um “risco à democracia”. A troca de “afagos” acontece dias depois dos candidatos acertarem a realização de ao menos dois debates antes da votação de novembro.

Em um evento em Dallas, no estado do Texas, ele recebeu o apoio da poderosa Associação Nacional do Rifle (NRA, sigla em inglês). Trump disse que Biden é “de longe, o pior presidente da história dos EUA”, e disse que o democrata é um “completo mentiroso”.

“Você está despedido, vá embora daqui, Joe”, disse Trump, lembrando de um bordão popularizado por ele quando apresentou um programa de TV no começo do século. Segundo o republicano, Biden é “corrupto”, uma “ameaça à democracia” e, caso reeleito, tentará apreender todas as armas de civis nos Estados Unidos.

Em outro momento exaltado, Trump disse que se atual presidente fosse republicano, ele seria “condenado à cadeira elétrica”, e chamou Biden mais de uma vez de “desonesto”, um adjetivo usado com frequência contra políticos do Partido Democrata.

Acusações criminais

Além de enfrentar uma série de acusações criminais por suas tentativas de alterar o resultado da eleição de 2020, quando foi derrotado por Biden, Trump tem usado as pausas em um de seus julgamentos, relacionado à tentativa de comprar o silêncio de uma atriz com quem teria tido um caso, para realizar atos de campanha pelo país.

O sábado também foi de discursos para Joe Biden, que fez campanha em Atlanta, na Geórgia, estado onde ele venceu por pequena margem há quatro anos, e onde as pesquisas o põem em desvantagem. E ele não poupou críticas a Trump.

“Nossa democracia realmente está em risco”, disse o presidente a um grupo de apoiadores no restaurante Mary Mac’s Tea Room, local de propriedade de afro-americanos, um público considerado chave para sua reeleição.  “Meu oponente não é um bom perdedor. Mas é um perdedor”, alegou.

Segundo Biden, Trump está “obcecado” com a derrota há quatro anos, e está “fora de si”.

“Trump não está se apresentando para liderar o país. Está o fazendo por vingança”,  declarou. Na quarta-feira, os dois candidatos concordaram em participar de dois debates, nos dias 27 de junho e 10 de setembro. O primeiro debate será organizado pela CNN e o segundo pela rede ABC. Pela primeira vez desde 1988, os programas não serão organizados pela Comissão de Debates Presidenciais.

O presidente também defendeu suas políticas de controle de armas de grosso calibre, como fuzis de assalto, usados em vários dos massacres ocorridos no país. Segundo a organização Gun Violence Archive, 40 mil mortes ligadas a armas de fogo foram registradas nos EUA no ano passado. As informações são do jornal O Globo.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Três comportas abertas em Porto Alegre para escoar água de volta ao Guaíba
Bombas para escoar água começam a funcionar em pontos da região metropolitana de Porto Alegre
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play