Quinta-feira, 29 de fevereiro de 2024

“Difícil de respirar e uma sensação de abafamento”, diz brasileira sobre nuvem de fumaça em Nova York

Uma brasileira que está em Nova York relatou sobre a nuvem de fumaça vinda da queima de árvores do Canadá e que atingiu os Estados Unidos nesta semana. A jornalista Thaís Lima, que mora há cinco meses na região do Brooklyn, contou que as ruas estão com cheiro de queimado e que está difícil de respirar.

“O pior momento foi na quarta-feira, quando o céu ficou laranja. Estava muito difícil de respirar e com uma sensação de abafamento”, disse a jornalista.

As cidades da região foram cobertas pela névoa alaranjada na quarta-feira (7). Escolas cancelaram atividades ao ar livre, voos foram interrompidos e milhões de americanos permaneceram em ambientes fechados.

“Nós percebemos que tinha algo errado na terça-feira. Meu marido chegou em casa e contou que estava um cheiro forte de queimado na rua”. A brasileira ainda completou: “o sol apareceu e refletiu naquela fumaça, gerando esse efeito. No meio da tarde, o prefeito orientou para ficar dentro de casa e não abrir as janelas”.

Thaís contou que já é possível ver o céu um pouco mais aberto, mas ele ainda não está totalmente azul por conta da fumaça.

Segundo a agência Associated Press, o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, disse que conversou com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, na quarta-feira para agradecê-lo pelo “apoio crítico” no combate às chamas.

Centenas de bombeiros americanos já chegaram ao Canadá.

Fumaça na Noruega

A fumaça dos incêndios que assolam o Canadá chegou à Noruega nesta semana, a milhares de quilômetros do foco de fogo, informou o Instituto Norueguês de Pesquisa Climática e Ambiental (NILU). Concentrações “muito baixas” de partículas de fumaça foram registradas desde segunda-feira, especialmente na estação de Birkenes, no sul do país, disse à o pesquisador Nikolaos Evangeliou.

Os números variam em função da intensidade dos incêndios, da orientação dos ventos e das precipitações. “Não vemos um pico sério ou um grande aumento… Não vemos um problema ambiental (na Noruega) ou um sério risco à saúde”, acrescentou.

No Canadá, as autoridades consideram que o número de hectares queimados nesta época do ano é totalmente excepcional. O país registra atualmente cerca de 2.300 incêndios florestais e cerca de 3,8 milhões de hectares queimaram, um número bem acima da média das últimas décadas.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Fumaça em Nova York provoca cancelamento de exibição de peças na Broadway
Donald Trump responde a 37 acusações de crimes federais por guardar documentos sigilosos do governo até no chuveiro
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play