Sábado, 27 de novembro de 2021

Em alta, mercado de carros por assinatura ganha novo competidor

O grupo Cosan, por meio de sua holding de investimentos, e a seguradora Porto Seguro, anunciaram ao mercado a criação de uma joint venture, uma nova empresa para atuar no mercado de carros por assinatura, que está em alta. A ambição é concorrer com gigantes do setor, como Localiza, Unidas e Movida.

A empresa criada, cujo nome será Mobitech, incorpora o Carro Fácil, serviço de assinatura de carros operado pela Porto Seguro. Nesse modelo de assinatura, os clientes, em sua maioria empresas, pagam mensalidades fixas pelo uso de um carro novo por um prazo longo.

O setor de aluguel de veículos passa atualmente por um momento complexo devido à alta dos custos de carros novos ocasionada pelas restrições na produção das montadoras provocadas pela pandemia.

Criada em 2016, a Carro Fácil tem hoje cerca de 9.200 veículos, uma frota considerada pequena se comparada com as maiores locadoras de carro tradicionais, que costumam ter mais de 100 mil carros. A empresa cresce 50% ao ano e teve receita bruta de R$ 119 milhões de janeiro a setembro deste ano.

A nova operação, que ainda precisa ser aprovada pelo Cade (órgão antitruste brasileiro) começará apenas com o serviço de assinatura com a missão de acelerar o ganho de escala do negócio, segundo Luis Henrique Guimarães, presidente da Cosan.

As duas sócias da Mobitech já sinalizaram que, apesar disso, a meta é expandir os negócios da joint venture para os ramos de gestão de frota e aluguel de veículos convencional, sem vínculo de assinatura. Os executivos não dão prazo para que isso aconteça.

A nova companhia será constituída com um aporte de R$ 300 milhões da Cosan. Cada acionista terá 50% de participação cada na empresa.

A Mobitech surge como uma empresa de gestão independente do grupo Cosan e da Porto Seguro, mas deverá aproveitar sinergias com outras empresas de seus controladores, de acordo com Guimarães e com Roberto Santos, presidente da Porto Seguro.

A Cosan é uma das controladoras da Raízen, que detém os portos da badeira Shell no país, enquanto a Porto Seguro, além de ser líder em seguros para automóveis, é sócia de 50% da ConectCar, de meios de pagamento de pedágios e estacionamentos.

A investidores, Santos disse há espaço para o que chamou de “inovação” no setor de aluguel de veículos. Sem dar detalhes, ele tem afirmado que a Mobitech poderia explorar a estrutura e a expertise de outros negócios da Cosan e da Porto Seguro para oferecer vantagens ao consumidor final.

Nativa digital

A empresa será nativa digital, e não terá a estrutura física de agências dedicadas ao aluguel de carros, de acordo com os executivos. Apesar disso, as empresas sinalizaram que a Mobitech poderá usar a estrutura física das controladoras e, com isso, aumentaria sua capilaridade.

Segundo Santos, as controladoras estão presentes em mais de 2 mil municípios e poderiam ter mais de 10 mil pontos de venda.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Votação da PEC dos Precatórios: MDB e PSDB tiveram os deputados mais “infiéis” no 2° turno
Ministro do Supremo Alexandre de Moraes suspende Roberto Jefferson da presidência do PTB e cita uso de recursos do fundo partidário para disseminar notícias falsas
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play