Sábado, 13 de abril de 2024

Em gesto de aproximação, Lula reúne Lira e líderes da Câmara para “happy hour” no Alvorada

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) realizou na noite de quinta-feira, um “happy hour” com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e lideranças de partidos da base do governo.

O encontro, que aconteceu no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência da República, também contou com os ministros Alexandre Padilha (Relações Institucionais); Fernando Haddad (Fazenda); Luciana Santos (Ciência e Tecnologia); Paulo Pimenta (Comunicação Social); e Rui Costa (Casa Civil).

A agenda ocorre em meio aos recentes ruídos entre o Palácio do Planalto e a Câmara envolvendo o controle do Orçamento. O objetivo da reunião é fazer um gesto de aproximação com os deputados para conseguir aprovar pautas de interesse do governo no Congresso — de forma especial, projetos voltados à área econômica.

Após o encontro, o líder do PSB na Câmara, deputado Gervásio Maia (PB), disse que Lula agradeceu o desempenho dos deputados ao longo de 2023 e prometeu manter um diálogo maior com o Congresso.

“Ele [Lula] vai manter uma proximidade maior, vai dialogar mais, vai ser meio que uma rotina pra poder estar dialogando mais de perto, entender o que acontece em cada região do deputado”, disse o deputado.

Pautas prioritárias para o governo, no entanto, não foram debatidas. Segundo o líder, medidas específicas serão discutidas com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, na próxima semana.

“A gente não entrou em detalhes [de pautas]. Na próxima semana deve acontecer uma reunião com o ministro Haddad. Nessa reunião é que a gente vai ter a oportunidade de detalhar um pouco mais essas questões todas e buscar, para os temas mais polêmicos, uma saída, que seja uma saída que atenda aquilo que o país possa realmente suportar”, explicou o líder.

Além do encontro desta quinta, o presidente escalou os ministros Rui Costa e Alexandre Padilha para intensificar o diálogo com o Legislativo.

Na última terça (20), Rui Costa se reuniu com Lira na residência do presidente da Câmara. O encontro rápido, de apenas 20 minutos, foi um dos primeiros após Lula escalar o ministro da Casa Civil para ser o principal interlocutor do Planalto com Lira.

O canal foi sugerido por Lula já que, nos últimos meses, o presidente da Câmara tem tido uma série de embates com o ministro Padilha, responsável pela articulação política com o Parlamento. Lira tem criticado o trabalho feito pelo ministro e tem pedido uma reestruturação na coordenação política do governo.

Em outro movimento, na quarta (21), Padilha almoçou com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

Foco na pauta econômica

Durante a agenda desaa quinta, o presidente Lula deve enfatizar a articulação com os deputados para conseguir aprovar a pauta econômica do governo ainda no primeiro semestre.

O Planalto se organiza para acelerar a aprovação de pautas consideradas prioritárias, já que as eleições municipais de outubro deve esvaziar o Congresso no segundo semestre.

A reunião também ocorre em meio às negociações sobre a reoneração da folha de pagamento de 17 setores da economia brasileira.

Nesta semana, Pacheco afirmou que o governo concordou em rediscutir o tema por meio de um projeto de lei. Atualmente, a reoneração da folha é tema de uma medida provisória.

Além disso, o encontro de Lula com Lira e lideranças é feito no momento em que a oposição se articula para protocolar um pedido de impeachment contra o petista por ter comparado os ataques de Israel à Faixa de Gaza ao Holocausto promovido pela Alemanha nazista contra os judeus na Segunda Guerra Mundial.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Após reunião, Lula autoriza pagamento de R$ 20,5 bilhões em emendas antes de eleições
Acusado de matar namorada por não aceitar fim do relacionamento irá a júri em São Sebastião do Caí
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play