Quarta-feira, 01 de dezembro de 2021

Empresas brasileiras perdem R$ 284 bilhões em valor de mercado em três dias com piora fiscal do País

Em três dias, as empresas brasileiras perderam R$ 284 bilhões em valor de mercado na bolsa de valores, segundo um levantamento realizado pela provedora de informações financeiras Economatica.

Ao fim do pregão de segunda-feira (18), as ações das empresas listadas na B3 somavam R$ 4,984 trilhões. Nesta quinta-feira (21), passaram a valer R$ 4,7 trilhões.

Nesta semana, o mercado financeiro tem reagido muito mal aos movimento da equipe econômica. Na quarta-feira (20), o ministro Paulo Guedes falou em “licença” para furar o teto de gastos para financiar o valor de R$ 400 para o programa Auxílio Brasil.

Nesta quinta, o Ibovespa, principal índice de ações da bolsa brasileira, caiu 2,75%, a 107.735 pontos – é a pior pontuação do ano e a menor desde 23 de novembro (107.378 pontos). Na quarta, registrou leve alta de 0,10%. E na terça, recuou 3,28%.

Na semana, o tombo acumulado do Ibovespa é de 6,03%.

Desde terça-feira, as empresas que mais perderam valor de mercado foram Petrobras (queda de R$ 24,1 bilhões), Vale (R$ 23,9 bilhões) e Magazine Luiza (R$ 12,3 bilhões).

O mercado de câmbio também teve um dia de forte tensão. O dólar fechou em alta de 1,92%, cotado a R$ 5,6651, no maior patamar desde desde 14 de abril.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Quatro secretários do Ministério da Economia pedem demissão em meio a crise do teto de gastos
Entenda por que a “licença para furar” o teto de gastos fez o dólar disparar
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play