Segunda-feira, 24 de janeiro de 2022

loader

Funcionária demitida de rede de farmácias gaúcha confirma ser autora de áudio com teor discriminatório

Em depoimento à PC (Polícia Civil) de Imbé, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, a ex-funcionária de uma rede de farmácias confirmou ter enviado a mensagem com teor discriminatório, que viralizou na internet. Ela prestou depoimento nesta quarta-feira (27).

Conforme a PC, a funcionária foi admitida na empresa em 2008, promovida à coordenadora regional em 2020 e tinha sob sua supervisão as lojas de oito municípios: Rolante, Santo Antônio da Patrulha, Osório, Imbé, Tramandaí, Cidreira, Balneário Pinhal e Palmares do Sul. No depoimento, alegou arrependimento, sobrecarga de trabalho e problemas pessoais. Negou ter sido orientada pela empresa no sentido de discriminar candidatos.

A investigação criminal prosseguirá com a inquirição de testemunhas, entre eles quais colaboradores da empresa.

A polícia pretende apurar se algum candidato, em processos seletivos para as lojas de Imbé, teve negado emprego na rede de farmácias em razão de sua orientação sexual, o que configuraria o crime de homofobia, equiparado a racismo, punido com pena de reclusão de dois a cinco anos.

O smartphone utilizado pela funcionária será encaminhado ao Instituto-Geral de Perícias (IGP) para análise e extração de dados.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Porto Alegre conta com nova equipe para monitorar presença do mosquito da dengue
Com média móvel de 337 mortes diárias por Covid, Brasil chega a 607 mil vítimas da doença
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play