Segunda-feira, 17 de junho de 2024

Grupo do Brasil em Gaza já está no Egito: entenda quais são os próximos passos até a chegada em Brasília

Após mais de 30 dias de espera, o grupo do Brasil na Faixa de Gaza cruzou a fronteira e chegou ao Egito neste domingo. Ao todo, 32 pessoas, entre brasileiros, palestinos com residência no país e seus parentes, viajarão para o Brasil nesta segunda-feira — duas pessoas que estavam na lista inicial desistiram.

Após almoçar perto da fronteira, o grupo seguiu para a capital egípcia, onde a aeronave VC-2 (Embraer 190) aguarda sua chegada para iniciar a viagem de volta ao Brasil. Eles chegaram no Cairo na noite deste domingo por volta das 18h30 em Brasília, onde passarão a noite em um hotel, segundo o embaixador do Brasil no Egito, Paulino Franco de Carvalho Neto.

“Eles estão relativamente bem, recebendo atenção médica e psicológica. O espírito do grupo é de alegria após os desafios enfrentados ao longo de tantos dias”, disse o embaixador,

O avião da FAB tem previsão de decolagem do Cairo às 11h50 (horário local) de segunda-feira. Três paradas técnicas estão previstas no trajeto, que deve durar cerca de 14 horas: em Roma, na Itália; em Las Palmas, na Espanha; e na Base Aérea do Recife, em Pernambuco. A previsão é que a chegada do aeronave em Brasília seja por volta das 23h30h (horário local).

Quando o avião tocar o solo da capital federal, a Operação Voltando em Paz terá transportado um total de 1.477 passageiros, além de 53 animais domésticos. Três aeronaves da Força Aérea Brasileira e duas da Presidência da República foram utilizadas na operação.

Recepção

Na chegada ao Brasil, o governo federal já tem uma operação de acolhimento montada. Em complemento ao apoio que terão de suas famílias no Brasil, eles terão à disposição serviços de abrigo, documentação e alimentação, além de apoio psicológico, cuidados médicos e imunização. Ficarão dois dias hospedados em Brasília, em um alojamento da FAB. Depois, serão levados para cidades onde têm familiares ou amigos.

O governo federal também irá providenciar abrigo no interior de São Paulo a pelo menos 14 pessoas do grupo que não têm mais relação familiar no Brasil.

“Alguns brasileiros já têm destino certo porque têm familiares aqui, então serão deslocados para esses locais. Mas uma parcela significativa, quase a metade do grupo, não tem onde ficar, mas o governo federal já disponibilizou, através do Ministério do Desenvolvimento Social, um local onde essas pessoas ficarão acolhidas. Vai ser no interior de São Paulo”, afirmou Augusto de Arruda Botelho, secretário nacional de Justiça do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Muitas negociações foram necessárias até a saída dos brasileiros de Gaza neste domingo. Só na última quarta-feira o primeiro grupo recebeu autorização para deixar o enclave palestino, desde o atentado do Hamas em 7 de outubro e do início dos bombardeios israelenses. Apenas caminhões com ajuda humanitária haviam entrado em Gaza.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Polícia Federal identifica oito suspeitos de vazar imagens do primeiro dia do Enem
Situação de brasileiros está resolvida, mas conflito é gravíssimo e Lula quer pausa humanitária, diz o ministro das Relações Exteriores
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play