Quarta-feira, 29 de junho de 2022

loader

Japão confirma fim do estado de emergência contra o coronavírus

O Japão confirmou nesta terça-feira (28) a decisão de encerrar o estado de emergência contra a covid-19 em Tóquio e em outras 19 províncias na próxima quinta-feira. Também serão suspensos os estados de “quase emergência” que estavam em vigor em outras oito províncias.

Esta será a primeira vez desde o início de abril que todas as regiões do Japão estarão livres de decretos emergenciais para o combate ao vírus. Em Tóquio, por exemplo, a medida vigorava desde julho.

O primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, que renunciará ao cargo também na quinta-feira, disse hoje que o governo se concentrou em “proteger o sistema de saúde, implementar medidas de prevenção de infecções e acelerar a vacinação.”

Os casos de covid-19 em todo o Japão estão em queda desde 20 de agosto, quando o país atingiu um recorde de 25.876 contágios em um único dia. Nas últimas 24 horas, as autoridades de saúde registraram 1.147 casos. Em Tóquio, foi a primeira vez desde março com menos de 200 infecções confirmadas.

Apesar do fim do estado de emergência, as autoridades japonesas ressaltaram a necessidade de evitar outro aumento nas infecções e afirmaram que algumas das restrições serão flexibilizadas gradualmente.

Sob o estado de emergência, restaurantes e bares em províncias em estado de emergência foram proibidos de servir bebidas alcoólicas e solicitados a fechar às 20h. Grandes eventos tinham público limitado a no máximo 5 mil pessoas ou 50% da capacidade do local.

Após o término da medida, restaurantes que receberem uma certificação das autoridades locais poderão operar até às 21h. Caberá aos governos locais, dependendo da situação da epidemia, decidir horários específicos durante os quais os estabelecimentos terão permissão para servir bebidas alcoólicas.

As restrições em eventos de grande escala também serão relaxadas desde que os organizadores estabeleçam planos de segurança e adotem algumas medidas de proteção, como a exigência do uso de máscara.

O fim do estado de emergência ocorre em um momento em que 60% da população do país já recebeu duas doses da vacina contra a covid-19. Com o avanço da imunização, o governo de Suga vinha elaborando planos para flexibilizar as restrições e impulsionar a economia.

O Japão também reduzirá as restrições ao movimento em certas províncias, exigindo um certificado de vacinação ou a apresentação de exames com resultado negativo para a covid-19.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Ministério da Saúde anuncia que idosos a partir de 60 anos vão receber dose de reforço contra o coronavírus
Saiba como ficou o trânsito de veículos com a liberação do Viaduto dos Açorianos, em Porto Alegre
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play