Sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

loader

Ministério da Saúde recomenda o fim do intervalo de 14 dias entre as vacinas contra o coronavírus e a gripe

O Ministério da Saúde recomendou a suspensão do intervalo entre a aplicação das vacinas contra a Covid-19 e contra o vírus Influenza, causador da gripe.

“Proteção em dose dupla: a nova recomendação do Ministério da Saúde retira o intervalo entre as vacinas da Influenza e da Covid-19. A vacina da gripe pode ser aplicada a partir dos 6 meses de vida. Toda população pode ir a um posto de saúde e garantir sua imunização contra a gripe”, afirmou o ministro Marcelo Queiroga nas redes sociais.

A decisão foi tomada após reunião da Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização, que recomendou ao Ministério da Saúde o fim do prazo mínimo para a aplicação entre as vacinas, com o objetivo de aumentar a vacinação contra as duas doenças.

“Idealmente, cada vacina deve ser administrada em um grupo muscular diferente, respeitando-se a distância de 2,5 cm entre uma vacina e outra, para permitir diferenciar eventuais eventos adversos locais”, informou o Ministério da Saúde em nota técnica.

Atualmente, o Programa Nacional de Imunização diz que o intervalo entre a vacinação contra a Covid-19 e contra a gripe deve ser de, no mínimo, 14 dias. O intervalo também vale para os outros imunizantes do Calendário Nacional de Vacinação.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Livro “Ave, Tekohá” será lançado no Theatro São Pedro
Quase 250 novos agentes da Polícia Civil gaúcha tomam posse
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play