Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Novos horizontes

Por Eduardo Battaglia Krause

O salão da Saba (Sociedade Amigos do Balneário Atlântida), em Atlântida, estava apinhado. Iniciativa da Rede Pampa, inicialmente uma tentativa de reunir pessoas no litoral pra discutir temas fora da rotina praiana, se tornou evento marcante que já está inserido no calendário de verão.

O VIII Fórum RS Novos Horizontes para o Desenvolvimento, ocorrido na última quinta-feira (8), não foi uma preparação pré-carnaval, mas uma provocação propositiva que envolveu todos os cenários públicos e privados com um olhar coletivo: “Não estamos de lados opostos mas do mesmo lado, no mesmo caminho. O presente e o futuro do nosso Estado somos nós coletivamente”.

Isso exige permanente diálogo, vontade de fazer, recuar, ceder, avançar e muita sinergia.
No palco não estavam simplesmente painelistas, mas dirigentes do setor público e privado que trouxeram contribuições sem conotação política ou ideológica, embora visões e pensamentos heterogêneos.

Prevaleceu um ponto de vista, vivemos uma mudança de realidade que nos coloca na mesma página. Os diversos casos concretos, dos clubes de futebol enquanto empresa, do agronegócio, a indústria, a prestação de serviços públicos e a necessária regulação, o turismo e o entretenimento, dentre outros, estão a nos mostrar que o Estado, inobstante os desafios rotineiros, está andando com um olhar a frente. Temos um ambiente atrativo, qualidade de vida, mão de obra qualificada e, com o Estado saneado, serviços públicos em condições de dar suporte às demandas.

Neste contexto, com os ajustes nas contas públicas, situação que não pode retroceder, estimular o empreendedorismo e estabelecer como meta um permanente diálogo entre tão diferentes atores, nos coloca num caminho mais sólido. Nele a pauta é o Desenvolvimento, que deve ser perseguido por todos. Isto é geração de riqueza, renda, empregos, fortalecimento da economia, bem-estar da sociedade e reforço ao combalido caixa do Estado, a quem cabe atender os gaúchos de educação, segurança, saúde, infraestrutura, dentre outros compromissos. O VIII Fórum Novos Horizontes não foi um balcão de lamúrias, se traduziu em uma oportunidade de andar junto.

Eduardo Battaglia Krause
Advogado e escritor.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Colunistas

Vendeta
Pepe Mujica e Cristopher Goulart, um encontro de gerações
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play