Sábado, 13 de julho de 2024

Plano Municipal de Redução de Riscos avança em Porto Alegre

O GT (Grupo de Trabalho) de áreas de riscos da prefeitura se reuniu nesta terça-feira (05), com representantes da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) e do Ministério das Cidades para alinhamento e encaminhamentos da execução do PMRR (Plano Municipal de Redução de Riscos). O encontro ocorreu na sede do Departamento Municipal de Habitação.

No encontro, liderado pelo secretário municipal de Habitação e Regularização Fundiária, André Machado, ficou decidido que o início do estudo será pela região da Glória/Cascata.

“O pontapé inicial é ali naquela região, que é uma área sem organização urbanística da cidade, com muitas áreas de risco e locais irregulares”, afirma o secretário. Machado ainda destacou que a região precisa de um olhar mais esmiuçado, por ser um local com ocorrências de deslizamentos e, com isso, o foco na preservação da vida é o elemento essencial.

De acordo com coordenador do programa, professor Guilherme Fernandes Marques, do IPH (Instituto de Pesquisas Hidráulicas) da UFRGS, a Glória possui um cinturão de montanhas e encostas e a maioria dos bairros que pertence à região está no entorno disso. Marques ainda ressaltou que começar o estudo pelo eixo-central do município contribuiu para uma centralidade geográfica. “Nosso objetivo com o PMRR é realizar a revisão, atualização e reclassificação das áreas já setorizadas pelo Serviço Geológico do Brasil”, explica ele.

O convênio para a execução do PMRR é encabeçado pela Secretaria Nacional de Periferias, do Ministério das Cidades. O secretário da SNP, Leonardo Varallo, que participou da reunião virtualmente, destacou a importância do trabalho. “A proposta do PMRR, apresentada em conjunto pela universidade e município, é adequada de acordo com a realidade das áreas de risco de Porto Alegre”, diz Varallo.

A entrega do Plano de Trabalho para a SNP ocorre no dia 18 de março. Na próxima semana equipes da prefeitura e da UFRGS farão a primeira visita técnica para reconhecimento de campo na região escolhida. O PMRR será entregue em até 18 meses, com previsão de conclusão no final de 2025.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Páscoa 2024: expectativa de crescimento nas vendas no Rio Grande do Sul
“Homem que bate em mulher não é macho, é covarde”, diz o presidente do Supremo
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play